Polícia Científica conta com Posto Avançado na Casa da Mulher Brasileira de Curitiba - Cantu em Foco - As principais notícias da região, você encontra aqui no Cantu em Foco

URGENTE

Polícia Científica conta com Posto Avançado na Casa da Mulher Brasileira de Curitiba

 

Mulheres e crianças vítimas de violência que forem à Casa da Mulher Brasileira (CMB) de Curitiba após 72 horas da ocorrência de um crime podem fazer os exames de corpo de delito no local. A iniciativa da Polícia Científica do Paraná (PCP), em parceria com a Prefeitura de Curitiba, está em funcionamento desde abril e já fez 371 exames.

Antes, os exames eram feitos somente na Unidade de Execução Técnico-Científica (UETC) no bairro Tarumã. Agora serão feitos exclusivamente na sede da CMB no bairro Cabral, em Curitiba. 

A medida visa facilitar o acesso das mulheres já acolhidas na CMB, aumentando a adesão aos exames periciais de verificação de violência sexual. Antes de 72 horas, a vítima é atendida em hospital. 

Com profissionais e graduandas da área da enfermagem e medicina, o Posto Avançado da Polícia Científica na CMB auxilia na comprovação dos casos de violência contra mulher e contra crianças, fazendo as perícias no próprio local onde foi realizado o Boletim de Ocorrência.

“Estima-se que mais da metade das vítimas, após registrar o boletim de ocorrência, não realiza o agendamento do exame, seja para verificação de violência sexual ou para lesões corporais. E ainda, das que realizam o agendamento, a abstenção pode ultrapassar os 30%”, disse Vinicius Gamarra, chefe da clínica médica da UETC Tarumã. 

As equipes já fizeram 371 exames no novo Posto Avançado da Polícia Científica, que agora será responsável pelos exames periciais de lesões corporais de mulheres, crianças e meninos até 14 anos acolhidos na unidade. Os demais casos de lesões corporais não recepcionados na CMB continuarão a ser atendidos na sede do Tarumã.  

“Agradecemos a todas as parcerias que nos possibilitaram materializar esse serviço humanitário. Violência é ruim e nem precisava acontecer, mas diante do infeliz dia a dia de muitas famílias brasileiras é importante dar todo o apoio para que aqui as mulheres se sintam acolhidas”, declarou o prefeito Rafael Greca, que esteve no local na semana passada para conhecer o espaço. 

A coordenadora geral da Casa da Mulher Brasileira de Curitiba, Sandra Praddo, afirma que a medida vai permitir um melhor andamento aos atendimentos feitos na CMB. “A perícia oficial nos casos de violência sexual e lesões corporais confere materialidade aos crimes, possibilitando a adequada instrução de inquéritos policiais e processos criminais, resultando na devida punição e responsabilização dos agressores”, explica 

CASA DA MULHER BRASILEIRA  A CMB está situada no bairro Cabral, em Curitiba e conta com serviços de apoio psicossocial e de garantia de direitos, sendo um centro de referência no atendimento a todos os tipos de violência previstos na Lei Maria da Penha, Lei n.º 11.340/2006: violência física, psicológica, sexual, patrimonial e moral.

Sob coordenação e gestão da Prefeitura Municipal de Curitiba, a instituição engloba, além dos serviços e apoios previstos, também os serviços voltados à autonomia econômica, central de transportes, brinquedoteca, espaço pet e encaminhamentos para abrigos quando necessário.


AEN