Aluna de colégio cívico-militar vence no Paraná o concurso de redação do Senado - Cantu em Foco - As principais notícias da região, você encontra aqui no Cantu em Foco

URGENTE

Aluna de colégio cívico-militar vence no Paraná o concurso de redação do Senado

 

A estudante Brenda Yara Chaves Muniz, de 18 anos, do Colégio Estadual Cívico-Militar Presidente Vargas, de Bela Vista do Paraíso (Norte), foi a vencedora paranaense do concurso de redação promovido pelo programa Jovem Senador, edição 2024. Como premiação, ela vai participar da Semana de Vivência Legislativa, no período de 5 a 9 de agosto, em Brasília, onde poderá acompanhar de perto o funcionamento da instituição, tramitação e discussão dos projetos e todas as demais atividades.

O programa Jovem Senador é realizado anualmente pelo Senado Federal, em parceria com o Ministério da Educação, Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e com apoio das secretarias da Educação dos estados e do Distrito Federal. Neste ano, os estudantes escreveram sobre o tema “Os 200 anos do Senado e os desafios para o futuro da democracia”. Brenda, que está na 3ª série do Ensino Médio, conquistou a  primeira colocação entre 6.400 trabalhos elaborados por estudantes de toda a rede estadual de ensino.

Os trabalhos dos alunos foram encaminhados aos Núcleos Regionais de Educação (NREs), onde passaram por uma primeira seleção. A Secretaria de Estado da Educação do Paraná (Seed-PR), responsável pela viabilização do concurso no Estado, recebeu 96 redações finalistas para a seleção de apenas três, que foram enviadas ao Senado Federal. Veio de lá a escolha pelo trabalho de Brenda, como representante do Paraná.

A conquista vai proporcionar a Brenda a oportunidade de conhecer, na prática, como funciona a tramitação de um projeto de lei, desde que é apresentado, passando pela defesa dos autores das proposições, até as discussões e votações em plenário. Também poderá observar bem de perto como atuam os senadores da República. “Vai ser uma experiência única para ela, que é muito estudiosa e dedicada", conta a professora de Língua portuguesa, Helaine Maria Rolin Abelha, orientadora de Brenda. 

Nesta semana, as equipes pedagógicas do Núcleo Regional de Educação de Londrina foram pessoalmente a Bela Vista do Paraíso dar a notícia a Brenda, aos alunos e professores do colégio Presidente Vargas. “A entrega dos documentos para a viagem foi durante a solenidade de execução do Hino Nacional, por se tratar de um Colégio Cívico-Militar, e na presença de todos os professores, alunos e funcionários. Foi muito emocionante”, relembra a professora Helaine.  

CENTRO DO PODER – Os alunos não são obrigados a participar do programa, que significa um caminho para que os jovens conheçam de perto o funcionamento da instituição política brasileira, além de ser uma forma de  se engajar nas  questões que fazem parte do dia a dia das pessoas.

“O Jovem Senador é uma oportunidade importante de viver uma nova experiência prática e de ter contato direto com a rotina no centro do poder do país. Além disso, construindo as redações, os nossos alunos colocam em prática o trabalho que desenvolvem em sala de aula na plataforma Redação Paraná”, destaca o secretário de Estado da Educação, Roni Miranda. 

ENTUSIASTA DA ESCRITA – Brenda Yara afirma que a participação foi processo cansativo, mas proveitoso. “Comecei compilando as informações que me vinham em mente sobre o tema, para depois estruturá-las no modelo texto dissertativo argumentativo”, descreve Brenda. “Li alguns textos, assisti vídeos que me pareciam bons repertórios, como o documentário 'Democracia em Vertigem'. Além disso, decidi que adicionaria ao meu texto conceitos ou citações de filósofos famosos, já que é uma área que admiro. Demorou, mas com o esforço e a ajuda da minha orientadora, sintetizei minha redação com a tese que queria desde o princípio”. 

Brenda é entusiasta da escrita desde pequena, quando criava histórias em quadrinhos, que foram evoluindo para os contos e, mais tarde, para textos dissertativos e poesias. Ela considera o tema  proposto no programa Jovem Senador, de muita relevância social. “Refletir sobre esse fato é fundamental para propor possíveis soluções. É um tema muito presente no cotidiano dos cidadãos, apesar de muitos não perceberem ou não se interessarem por assuntos políticos. É preciso mudar essa realidade”, pontua a aluna.

A estudante está em dúvida se escolhe o curso superior na área de ciências sociais ou de filosofia e já começa a se preparar para a viagem ao Planalto Central. “Quanto mais eu paro para pensar, mais surreal se torna. Tenho muitas expectativas, espero curtir bastante e representar bem o meu Estado”, diz. 

PROGRAMA – O Jovem Senador faz parte do programa chamado Senado Jovem Brasileiro e foi criado em 2010. O nome Jovem Senador é utilizado para referir-se ao conjunto das atividades do programa, realizado todos os anos, proporcionando aos estudantes do ensino médio das escolas públicas estaduais de todo o Brasil, conhecimento acerca da estrutura e do funcionamento do Poder Legislativo no país. A cada ano é proposto um tema de redação como forma de ingresso.

Os temas sempre abordam tópicos relacionados à cidadania e à política, além de questões sociais para despertar nos jovens a importância da reflexão sobre o exercício da cidadania. Os autores das 27 melhores redações – um de cada estado e do Distrito Federal – são automaticamente selecionados para vivenciar, em Brasília, o processo de discussão e elaboração das leis do país, conforme a atuação dos senadores da República.

A “jovem legislatura” tem duração de quatro dias e inicia-se com a posse dos jovens senadores e a eleição da Mesa Executiva. Os trabalhos são encerrados com a aprovação dos projetos e a consequente publicação no Diário do Senado Federal.


AEN