Paraná quer ampliar participação de empreendedores do Estado nas compras governamentais - Cantu em Foco - As principais notícias da região, você encontra aqui no Cantu em Foco

URGENTE

Paraná quer ampliar participação de empreendedores do Estado nas compras governamentais

 

O Governo do Paraná quer reforçar a política interna para que as compras governamentais tanto do Estado quanto das prefeituras tenham ampla participação de fornecedores dos 399 municípios. A determinação do governador Carlos Massa Ratinho Junior é para impulsionar a economia local.

Essa premissa foi levada nesta semana ao setor produtivo pelo secretário estadual de Indústria, Comércio e Serviços, Ricardo Barros, na reunião do Conselho do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná (Sebrae-PR). O Sebrae possui um programa de capacitação de empreendedores para a participação em processos licitatórios, que pode ser acessado neste link.

No encontro, Barros reforçou o pedido de apoio ao Sebrae para auxiliar as empresas, em especial as micro e pequenas, para que se capacitem para atender o poder público, principalmente na obtenção de certidões negativas obrigatórias para atender a administração estadual, conforme determina a legislação e o Tribunal de Contas do Estado (TCE). 

“As compras governamentais são muito amplas. O governo é um grande consumidor e a preferência por essas compras têm que ser por empresas paranaenses, principalmente as micro e pequenas. Fazer as compras dessas empresas é possível, tem amparo legal, só precisamos implementar uma lógica com mais eficiência”, avalia Barros. 

Além da Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços (Seic) e do Sebrae-PR, também serão mobilizadas no intuito de incentivar a compra de fornecedores locais as secretarias estaduais de Administração e Previdência e de Planejamento.

Entre 2019 e 2022, o Governo do Paraná comprou R$ 3.259.639.115,52 em produtos e serviços de micro e pequenas empresas, um aumento de 60% em relação aos quatro anos anteriores. Além disso, das compras de MPEs, cerca de 79% foram de empresas do Paraná.

“Vamos aprimorar nossas ferramentas. Se comprarmos mais dentro do próprio Estado, teremos mais desenvolvimento no Paraná. O Estado tem que ser o maior fomentador de sua própria economia”, reforçou Barros.

O presidente do Conselho do Sebrae-PR, Ercilio Santinoni, destacou que o Governo do Estado e as prefeituras devem ajudar a fomentar a economia local comprando de micro e pequenos produtores. 

“O Sebrae vai capacitar os empreendedores e governo estadual, a partir de sua expertise em licitações, vai incentivar essas compras das micro e pequenas empresas. Isso fortalece as micro e pequenas empresas, que são quem mais geram empregos localmente”, enfatizou.


AEN