Pacote de investimentos do Estado em desenvolvimento urbano chega a todas as regiões - Cantu em Foco - As principais notícias da região, você encontra aqui no Cantu em Foco

URGENTE

Pacote de investimentos do Estado em desenvolvimento urbano chega a todas as regiões

 


Os recursos liberados nesta quarta-feira (22) pelo Governo do Estado, via Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas (Sedu), alcançam todas as regiões do Paraná. O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou o repasse de R$ 664,5 milhões para 353 cidades. É parte de um pacote mais amplo que alcança R$ 1,1 bilhão em pouco mais de três meses.


O pacote desta quarta-feira contempla 656 ações diferentes e vai beneficiar a população de todas as regiões do Estado. Dentre elas, 577 realizadas a fundo perdido, no valor de R$ 480.450.075,71, por meio de transferência voluntária da Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas (Sedu), ou seja, os valores não precisarão ser devolvidos aos cofres do Estado.


Os recursos serão empregados na construção de creches, Centros de Saúde Especializado, praças, quadras de esportes, calçadas, Centros de Desenvolvimento Econômico, barracões industriais, escolas municipais, complexos esportivos, Centros de Referência de Ação Social (CRAS), Centros de Convivência, terminais rodoviários, terminais de transporte urbano e campos de futebol, além de pavimentação de centenas de ruas e avenidas e a implantação de iluminação pública e ciclovias.


Confira algumas obras contempladas:


CASCAVEL


A região de Cascavel recebeu um investimento de mais de R$ 95 milhões do Governo do Estado para realizar 98 ações que melhoram a infraestrutura do município e a qualidade de vida da população.


Só para Cascavel foram liberados R$ 48,6 milhões para a licitação de obras e equipamentos. Destaque para a pavimentação de uma estrada rural no valor de quase R$ 12,3 milhões por meio de transferência voluntária da Sedu, quando o valor não precisa ser devolvido aos cofres do Estado. O investimento contempla ainda a pavimentação de vias urbanas, uma pista de skate, um Centro de Convivência e um Centro de Referência para Ação Social.


Entre as demais cidades da região, Anahy, por exemplo, foi beneficiada com recursos para um parque, um Centro de Saúde Especializado, um Centro de Desenvolvimento Econômico e uma unidade do Meu Campinho. Já em Braganey, as ruas urbanas vão ganhar melhorias com os mais de R$ 2 milhões para pavimentação por transferência voluntária.


As ações são bem variadas. Catanduvas e Maripá vão investir na segurança no trânsito e sustentabilidade, com recursos para ciclovia, e Ibema recebeu R$ 1,1 milhão para a construção de um barracão industrial. Palotina vai ter uma nova praça viabilizada com R$ 1 milhão por transferência voluntária.

CURITIBA


A região de Curitiba recebeu um investimento de R$ 90,4 milhões para realizar 68 ações de desenvolvimento urbano. Na Capital, R$ 1 milhão foram destinados à pavimentação. Em Almirante Tamandaré são nove ações autorizadas em um total de R$ 14,2 milhões para pavimentação urbana e rural e aquisição de veículos, sendo R$ 13,3 milhões por transferência voluntária.


Balsa Nova terá a primeira grande reforma do ginásio de Esportes em 25 anos. O valor total da obra é de R$ 3,47 milhões e o Estado destinou R$ 2,6 milhões, via Programa de Transferência Voluntária (fundo perdido), com contrapartida municipal de quase R$ 875 mil. A população de Araucária terá uma nova creche viabilizada com R$ 5,8 milhões do Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM).


No Litoral, Paranaguá recebeu R$ 13,6 milhões para a execução de uma ponte, R$ 2,2 milhões para uma praça e mais R$ 785 mil para uma unidade do Meu Campinho. Em Matinhos, R$ 97 mil serão investidos na compra de veículos para serviços públicos.

SUDOESTE


A região de Francisco Beltrão e Pato Branco recebeu um investimento de R$ 114,3 milhões do Governo do Estado para realizar 77 ações que melhoram a infraestrutura do município e a qualidade de vida da população. O maior investimento em uma única ação da região é em Santo Antônio do Sudoeste, com R$ 8,8 milhões para a construção de um Centro de Convivência.


Em Realeza, oito ações foram autorizadas e R$ 2 milhões liberados para obras de urbanismo, pavimentação e um Centro de Desenvolvimento Econômico. Já Chopinzinho teve R$ 2,8 milhões autorizados em quatro ações que incluem pavimentação urbana, aquisição de veículos e uma unidade do Meu Campinho.


Clevelândia, Dois Vizinhos, Itapejara do Oeste, Pinhal de São Bento, Salgado Filho e Santo Antônio do Sudoeste vão construir barracões industriais. Os recursos contemplam, ainda, uma quadra de esportes em Coronel Domingos Soares e uma ciclovia em Francisco Beltrão.


GUARAPUAVA


A região de Guarapuava recebeu um investimento de quase R$ 60 milhões do Governo do Estado para 54 ações estruturantes. A pavimentação asfáltica é a ação mais recorrente. Na própria Guarapuava serão R$ 11,1 milhões, com mais R$ 8,6 milhões para Pitanga e R$ 3,7 milhões para Prudentópolis.


Outros exemplos de ações são em Quedas do Iguaçu, com R$ 3,1 milhões autorizados para um ginásio de esportes; em Santa Maria do Oeste, R$ 2 milhões para equipamentos rodoviários; em Palmital, que recebeu R$ 1,8 milhão para melhorar iluminação pública; em General Carneiro, com a autorização para a construção de um centro de convivência; e em Irati, com recursos para uma capela mortuária.

LONDRINA


A região de Londrina recebeu um investimento de R$ 110,5 milhões do Governo do Estado para realizar 143 ações que melhoram a infraestrutura dos municípios e a qualidade de vida da população.


Uma nova escola vai ser construída em Ibiporã com os R$ 17,2 milhões liberados nesta quarta. Arapongas recebeu R$ 16,5 milhões para pavimentação de vias urbanas. Em Londrina, quase R$ 9 milhões serão investidos em obras de pavimentação e aquisição de novos veículos para a administração municipal.


Em Bela Vista do Paraíso, R$ 3,6 milhões serão utilizados para viabilizar sete ações: urbanização, pavimentação, praças e aquisição de veículos. Outra cidade que vai receber várias ações é Santo Antônio do Paraíso, com R$ 1,3 milhão para iluminação pública, veículos e equipamentos rodoviários.


MARINGÁ


A região de Maringá foi contemplada com um investimento de R$ 93 milhões do Governo do Estado. Sarandi foi o município com o maior investimento por ação única da região, com R$ 23 milhões para o novo paço municipal, pelo Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM), e mais R$ 10 milhões para a pavimentação de vias urbanas, por transferência voluntária.


A pavimentação também é destaque em Loanda, que teve R$ 3,4 milhões autorizados para licitação. Perto dali, em Porto Rico, as calçadas serão revitalizadas com um total de R$ 1,4 milhão. Em Maringá, R$ 1 milhão será usado para uma praça urbana. Outras ações diversas vão ocorrer em outras 53 cidades.

PONTA GROSSA


A região de Ponta Grossa recebeu um investimento de R$ 65 milhões do Governo do Estado para realizar 83 ações. Em União da Vitória, 14 ações englobam R$ 5,6 milhões em recursos para pavimentação, áreas verdes, parque infantil, a construção de um centro de convivências e a compra de equipamentos para o centro cultural.


Outros exemplos são: Sengés, com R$ 11 milhões no total, sendo mais de R$ 9,7 milhões para obras do paço municipal; R$ 6,7 milhões para pavimentação e equipamentos rodoviários para Rio Azul; e Tibagi, com um investimento total de R$ 3,9 milhões, com destaque para a construção de uma creche. Ponta Grossa recebeu R$ 1,1 milhão para uma capela mortuária e novos veículos.


UMUARAMA


A região de Umuarama recebeu um investimento de R$ 35 milhões do Governo do Estado para efetivar 24 ações que melhoram a infraestrutura dos municípios do Nororeste. Desse total, R$ 16 milhões serão investidos em pavimentação em Icaraíma, onde também foram liberados R$ 480 mil para uma capela mortuária.


Foram autorizados, ainda, R$ 3 milhões para pavimentação em Cruzeiro do Oeste e R$ 1,8 milhão para a modernização de ruas de Cafezal do Sul. Umuarama e Nova Olímpia têm recursos para a licitação de uma praça cada e Nova Olímpia, Alto Piquiri e Pérola vão ter barracões industriais para fortalecer a economia local com a atração de mais empresas.

AEN