Hospital São Jose alerta sobre a importância do teste do'' PEZINHO '' na identificação de doenças - Cantu em Foco - As principais notícias da região, você encontra aqui no Cantu em Foco

URGENTE

Hospital São Jose alerta sobre a importância do teste do'' PEZINHO '' na identificação de doenças

 

A Chefe de Enfermagem do Instituto São José, Enfermeira Akxeli Schultz de Paula, a qual coordena os trabalhos das Equipes de Enfermagem do Instituto São José, faz um alerta para a importância do Teste do Pezinho na identificação precoce de doenças nos bebês.

“O teste do pezinho é realizado desde 1992, mas em 2001 passou a fazer parte do Programa Nacional de Triagem Neonatal. Sua importância está relacionada à detecção precoce de doenças, as quais afetam o desenvolvimento do bebê, podendo causar deficiência mental e outros problemas, se não forem tratadas. O teste é realizado após 48h do nascimento do bebê, como o próprio nome diz, é realizado no pezinho, na região lateral do calcanhar.”

No Instituto São José quem é responsável pela realização do teste do pezinho nos bebês, é a técnica de enfermagem Elizabeth das Graças Piemontez de Oliveira, 29 anos de profissão e 21 anos como berçarista, que explica sobre como o teste é feito: "Devemos lavar as mãos e usar luvas no procedimento, posicionar o bebê adequadamente, de preferência na posição vertical, se for necessário o pezinho deverá ser aquecido, para facilitar a vasodilatação do local, realizar a antissepsia com algodão e álcool 70%, esperar secar ou secar com gaze. Em seguida com auxílio da lanceta puncionar a lateral do calcanhar do pezinho do bebê, desprezar a primeira gota e deixar pingar as outras nos quatro círculos do papel filtro, preenchendo totalmente um de cada vez. Após a coleta, deixar em local específico para secar e fazer um curativo no pezinho", finaliza a técnica de enfermagem Elizabeth.

A enfermeira Akxeli Schultz de Paula informa que “o teste é enviado através do correio, para a Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional – FEPE, laboratório responsável pelas análises, localizado em Curitiba, o resultado poderá ser acessado 10 dias após a coleta e o mesmo ficará disponível para impressão por 90 dias.”

Ressalta ainda que “são seis doenças que podem ser detectadas através do teste do pezinho: Fenilcetonúria, Hipotireoidismo Congênito, Hemoglobinopatias, Fibrose Cística, Hiperplasia Adrenal Congênita e Deficiência de Biotinidase. Ao identificar uma anormalidade no teste, o laboratório ligará para informar e solicitar uma nova coleta para análise.”