Entra em operação nesta terça o serviço Alerta Geada, referência em apoio aos agricultores - Cantu em Foco - As principais notícias da região, você encontra aqui no Cantu em Foco

URGENTE

Entra em operação nesta terça o serviço Alerta Geada, referência em apoio aos agricultores


 Entra em operação nesta terça-feira (3) o Alerta Geada https://www.idrparana.pr.gov.br/Pagina/Alerta-Geada , serviço que o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-Paraná) e o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar) oferecem aos produtores rurais com o objetivo de avisar com antecedência a possibilidade de ocorrer danos à agropecuária em virtude do frio.


Durante o período de operação (de maio a setembro), os pesquisadores publicam diariamente um boletim informativo sobre as condições meteorológicas e a evolução de massas polares no Estado, que pode ser acompanhado também no aplicativo https://apps.apple.com/us/app/iapar-clima/id1486152398?l=pt&ls=1 .

O serviço está disponível gratuitamente na App Store  https://apps.apple.com/us/app/iapar-clima/id1486152398?l=pt&ls=1 e no Google Play https://play.google.com/store/apps/details?id=iapar.br.iaparclima , nas páginas do IDR-Paraná https://www.idrparana.pr.gov.br/ , do Simepar http://www.simepar.br/  e, ainda, pelo telefone (43) 3391-4500.


Além do boletim diário, um pré-alerta é emitido e amplamente divulgado com 48 horas de antecedência diante de eventuais aproximação de massas de ar frio com potencial de causar danos à agropecuária. Caso as condições persistam, um novo aviso é expedido em até 24 horas antes da possível ocorrência do fenômeno. 


Os alertas de geada também podem ser recebidos no aplicativo Telegram. Interessados devem cadastrar seu número de telefone https://t.me/+AgMmBkkmsEMwZTkx .

SERVIÇO – Em operação desde 1995, o Alerta Geada, originalmente formulado para a proteção dos cafezais paranaenses, vem beneficiando vários setores da agropecuária, lembra a agrometeorologista do IDR-PR, Heverly Morais. “Na silvicultura, por exemplo, para a proteção de viveiros e de mudas recém-implantadas no campo, produtores de hortaliças, aves e suínos também buscam os alertas emitidos pelo serviço”, diz a pesquisadora.


REALIZAÇÃO – O Alerta Geada conta com o apoio da Secretaria estadual da Agricultura e do Abastecimento (Seab), Consórcio Pesquisa Café, prefeituras, cooperativas e associações de produtores.

AEN