Assembleia Legislativa Mantem Restrições Para Minimizar Disseminação do Coronavírus - Cantu em Foco - As principais notícias da região, você encontra aqui no Cantu em Foco

URGENTE

Assembleia Legislativa Mantem Restrições Para Minimizar Disseminação do Coronavírus

 

Assembleia Legislativa do Paraná continuará com acesso restrito apenas para pessoas autorizadas. Créditos: Dálie Felberg

A Comissão Executiva da Assembleia Legislativa do Paraná decidiu manter as medidas restritivas de prevenção à Covid-19 no retorno às atividades que acontece nesta quarta-feira (19). O acesso aos prédios do Legislativo continuará controlado e restrito apenas para servidores e autoridades autorizadas. A medida tem como objetivo minimizar os riscos de contaminação do coronavírus. O Ato com todas as medidas detalhadas foi publicado no Diário Oficial desta segunda-feira (17).

Nos setores administrativos, no máximo, 25% dos servidores permanecerão em trabalho presencial, podendo ser adotadas escalas de rodízio. Nos gabinetes parlamentares será permitida a presença de até quatro servidores. Nas Lideranças do Governo e da Oposição serão cinco servidores no máximo. A Comissão de Constituição e Justiça funcionará com até quatro servidores presenciais. As demais Lideranças, Comissões e Blocos poderão contar com apenas dois funcionários. Quem não estiver em trabalho presencial será submetido ao teletrabalho, conforme disciplina a Resolução nº 3/2020.

Também serão mantidas medidas a aferição da temperatura de todos que acessam a Casa e o uso obrigatório da máscara em todas as dependências.

“Mais uma vez se faz necessário adotarmos a cautela e o bom senso. Seria imprudente da nossa parte retomar as atividades 100% presenciais nesse momento. Desde o início da pandemia procuramos preservar a saúde de todos e agora não seria diferente”, afirmou o presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB) ao ressaltar que o Legislativo paranaense foi um dos que melhor se adaptou ao ambiente virtual imposto pela pandemia. “Depois de quase dois anos, estamos adaptados à nova realidade imposta pela pandemia. Portanto, será uma retomada tranquila para que muito em breve possamos estar todos de volta à Assembleia”.   

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), primeiro secretário da Assembleia Legislativa, lembrou que junto de todas essas medidas preventivas, a ação mais importante no combate ao coronavírus é a vacinação. “Estamos recomendando a adoção por todos do ciclo vacinal completo. Essa é uma medida que é absolutamente necessária para todos. Os dados nos mostram a importância da vacina na redução do agravamento dos casos de Covid e, consequentemente, de mortes. É uma questão de saúde coletiva”.

Todos os deputados, servidores, autoridades e profissionais da imprensa que estiverem presencialmente na Assembleia Legislativa devem comunicar à Coordenadoria do Serviço Médico o registro de qualquer sintoma indicativo de contaminação, como febre, tosse, dor de garganta, mialgia, dor de cabeça, prostração e dificuldade de respirar. A notificação também é obrigatória nos casos de contato com pessoa contaminada ou suspeita de contaminação.

Casos específicos

Gestantes, lactantes, doentes crônicos ou servidores com outras comorbidades, como hipertensão, diabetes, problemas respiratórios, oncológicos e doenças degenerativas ficam dispensados da obrigatoriedade do trabalho presencial mediante avaliação do Serviço Médico da Assembleia Legislativa do Paraná de acordo com a Matriz de Classificação de Risco Associada à Comorbidades reconhecida pelo Comitê de Técnica e Ética Médica da Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba.

Votações

As sessões plenárias voltam a ser realizadas a partir do dia 02 de fevereiro. Eventos coletivos e sessões solenes que não tenham relação direta com as atividades legislativas do plenário ficam proibidos.

ALEP