Estabelecimentos podem se credenciar para vendas pelo Cartão Comida Boa - Cantu em Foco - As principais notícias da região, você encontra aqui no Cantu em Foco

URGENTE

Estabelecimentos podem se credenciar para vendas pelo Cartão Comida Boa

 


Estabelecimentos comerciais de todos os municípios do Paraná podem fazer o credenciamento para venda de produtos aos beneficiários do Cartão Comida Boa. O programa de transferência de renda do Governo do Estado vai destinar R$ 80 por mês a cerca de 90 mil famílias em situação de vulnerabilidade social do Paraná para a compra de alimentos, produtos de higiene e outros itens de necessidade básica.


Até agora, cerca de 4,8 mil estabelecimentos, nos 399 municípios, já estão cadastrados. A ideia é ampliar ainda mais a abrangência do programa, tanto para incentivar a economia local como para facilitar as compras dos usuários, que podem frequentar o comércio próximo à sua casa. Podem participar estabelecimentos de qualquer porte, como pequenos comércios locais, mercearias e mercados.

“Além de oferecer um local de fácil acesso para o beneficiário, também pensamos neste programa como um estímulo à economia local, abrangendo principalmente os municípios de pequeno porte e as pequenas empresas, como os mercadinhos de bairro, mercearias e açougues”, explica Bruna Samek, assessora técnica do Departamento de Assistência Social da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho.


O cadastro pode ser feito diretamente no site da empresa Greencard https://www.grupogreencard.com.br/ , que venceu a licitação para administrar o cartão do programa, pelo WhatsApp (51) 99796-5759, o telefone (51) 3226-8999 ou pelo e-mail credenciamento@grupogreencard.com.br.


Os beneficiários também podem indicar um estabelecimento para aderir ao programa, independente do porte. Além desses canais, a indicação também pode ser feita pela página do Cartão Comida Boa https://www.justica.pr.gov.br/ComidaBoa, onde é possível, ainda, ter acesso a mais informações sobre o programa.

COMIDA BOA – Coordenado pela Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, o programa recém-lançado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior torna permanente o Cartão Comida Boa, ação emergencial executada em 2020, nos períodos mais restritivos da pandemia de Covid-19. Ele é voltado às famílias em situação de pobreza (renda familiar mensal per capita entre R$ 100 e R$ 200) ou extrema pobreza (renda familiar mensal per capita de até R$ 100), que não são atendidas pelo Auxílio Brasil, do governo federal.


A distribuição dos cartões pelos municípios iniciou nesta quarta-feira (15) e quem pegar os cartões já pode fazer suas compras. O crédito de R$ 80 será recarregado no cartão do beneficiário no dia 25 de cada mês. Não haverá saque do benefício, somente a utilização direta nos estabelecimentos credenciados. É proibido usar o cartão para a compra de bebidas alcoólicas e cigarro.

O principal objetivo do programa é contribuir para a erradicação da pobreza, garantia da segurança alimentar e a redução da desigualdade social no Estado. A cada 90 dias será gerada uma nova lista de beneficiários, onde será verificado se a família atende aos critérios de habilitação. Quem continuar atendendo aos critérios permanecerá com a recarga mensal do cartão. Ao mesmo tempo, aqueles que não estiverem mais enquadrados no programa terão o cartão cancelado.


Os recursos a serem distribuídos são do Fundo Estadual de Combate à Pobreza do Paraná (Fecop) e do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). Nos primeiros meses, a execução também terá a colaboração do Fundo para Infância e Adolescência (FIA) para as parcelas das famílias com crianças e adolescentes.

Foto: Geraldo Bubniak/AEN

AEN