Prefeitura faz prestação de contas do segundo quadrimestre - Cantu em Foco - As principais notícias da região, você encontra aqui no Cantu em Foco

URGENTE

Prefeitura faz prestação de contas do segundo quadrimestre

 


As contas do segundo quadrimestre do Município de Laranjeiras do Sul foram detalhadas em audiência pública nesta quinta-feira, 30, no plenário da Câmara de Vereadores. No ato foram apresentados os demonstrativos de execução do orçamento da criança por fonte de recurso; demonstrativo da receita e despesa com ações e serviços públicos da saúde, com pessoal, da dívida fundada e da dívida consolidada líquida e demonstrativo das receitas e despesas com manutenção e desenvolvimento do ensino.


Conforme os dados apresentados, chama a atenção o impacto da pandemia no cumprimento dos limites constitucionais pelo poder público. Apesar dos índices terem melhorado em comparação com o primeiro quadrimestre do ano, Laranjeiras do Sul investiu 16,17%, ou seja, 8,83% abaixo do recomendado na área da Educação. Na Saúde, considerando o limite mínimo de 15%, o município investiu 15,71% do total arrecadado na área, ficando dentro do recomendado.

Segundo o Técnico Contábil da Prefeitura, Deonildo De Nez, tanto na Saúde, quanto Educação, os recursos estão sendo transferidos, mas os gastos foram impactados por conta da covid-19. Na Educação isso aconteceu, sobretudo, por efeito da suspensão das aulas. "A administração acompanha a evolução da pandemia e, se porventura a volta à normalidade atrasar, o saldo excedente será redirecionado”, destacou anunciando que a administração deve investir, até o fim do ano, na compra de notebooks para as escolas, ampliação das instalações de ar condicionado nas salas de aula e aquisição de uniformes para a rede pública.

Sobre a Audiência – Quanto aos demais dados apresentados, o relatório relativo ao demonstrativo de despesa com pessoal apresentou gastos na importância de 46,67% no quadrimestre, considerando o teto de 54%. No quadro de gestão fiscal a meta de arrecadação prevista para o período era R$ 65,3 milhões, enquanto a arrecadação realizada foi R$ 73,4 milhões, ou seja, R$ 8,1 milhões acima do esperado. No cronograma de desembolso, a previsão da despesa era R$ 65,3 milhões, enquanto a despesa realizada ficou em R$ 61,08 milhões, resultando em gastos a menor nas dotações orçamentárias na ordem de R$ 4,3 milhões.

Presenças – Estiveram presentes na Audiência Pública de Metas Fiscais do 2° quadrimestre os membros da Comissão de Finanças, presidente Ney Becker, secretário Jovanildo Viola e a relatora vereadora Valeide Scarpari; o vereador Antônio Joel Demétrio; a Técnica Contábil da Câmara, Graziela Dilger; os servidores do Setor Contábil da Prefeitura, representados por Deonildo De Nez e Romeu Bohaczuk; o Diretor da Casa, Júnior Gurtat e o presidente do Observatório Social, Mauro Provin.

Assessoria