Websérie do Sebrae/PR incentiva o empreendedorismo feminino no setor de tecnologia e inovação - Cantu em Foco - As principais notícias da região, você encontra aqui no Cantu em Foco

URGENTE

Websérie do Sebrae/PR incentiva o empreendedorismo feminino no setor de tecnologia e inovação

 

Além do conteúdo em vídeo é possível ter acesso a materiais complementares conforme as temáticas dos episódios

Com o intuito de incentivar a inserção de mulheres no mercado de tecnologia e inovação, o Sebrae/PR criou a Websérie Elas Inovam. Lançado nesta quarta-feira (25), no Conecta, os episódios com 20 minutos de duração serão veiculados no Portal da instituição nos dias 2, 9, 16, 23 e 30 de setembro e 07 de outubro. O acesso para assistir aos vídeos é gratuito, mas é necessário realizar um cadastro para acessar os materiais por meio do link: https://bit.ly/3gv6k0y.

A ideia é apresentar o ecossistema de inovação a partir do olhar das mulheres e as possibilidades de carreira nessa área. “Nosso papel é incentivar as mulheres a entrarem no mundo da inovação. Muitas vezes, elas não conseguem empreender por questões financeiras e riscos envolvidos, mas podem começar criando programas de inovação dentro da empresa em que já atuam ou apostar em um negócio em paralelo à carreira”, explica a consultora do Sebrae/PR, Marcela Milano.

Fernanda Rachel Zago, administradora e fundadora da WePayOut, investiu em um mercado predominantemente masculino. Depois de trabalhar mais de 10 anos com pagamentos cross border (transfronteiriços), Fernanda decidiu realizar um antigo sonho e fundou sua empresa de pagamentos e câmbio que facilita os processos de negócios nacionais e internacionais.

“No cenário de fintechs, modelo de empresa em que a WePayOut está inserida, o Brasil possui 740, no segmento de pagamentos são 122 e em câmbio são somente 15. Isso deixa claro o quão restrito é esse mercado. Se levarmos em conta que menos de 10% das empresas de câmbio possuem sócias mulheres, estamos falando de 1,5 empresas e a WePayOut é uma delas, talvez a única”, ressalta.

Oportunidades

Fernanda aponta que existem outros incentivos para empreendimentos que possuam mulheres no quadro societário, como fundos de investimentos e aceleradoras. Porém, na opinião dela, faltam incentivos que foquem na carreira feminina, no início do empreendimento e, principalmente, na criação de ações práticas para diminuir o preconceito. Um exemplo, seria criar uma rede de apoio e dar condições e caminhos para que elas estejam inseridas no mercado de trabalho e possam investir em suas carreiras buscando independência financeira.

“Acho importante mostrar que existem mulheres empreendedoras e dar voz para elas, para que possam incentivar outras mulheres que também pensam em empreender, mostrar que é possível”, avalia Fernanda.

Ana Carolina Clivatti Ferronato, CEO e sócia-fundadora da NetWord Agro, é formada na área da computação e atua em tecnologia para o agronegócio. Ela afirma que além dos desafios que todo empreendedor enfrenta – como definir a persona do seu cliente, conquistar mercado e adaptar o modelo de negócio de acordo com o interesse desse mercado e os objetivos da empresa, readaptar a estrutura de operações em meio à pandemia, entre outros – as dificuldades por ser mulher são maiores.

“Ocupando um cargo de liderança em um setor tradicionalmente masculino, sempre tive que me provar, mostrar que eu tinha as habilidades e capacidades necessárias para ocupá-lo. Com o tempo, além de estruturar uma equipe que me respeita e me reconhece como profissional, criei uma rede de apoio de empresárias e mulheres em cargos de liderança que fez toda a diferença para enfrentar os desafios de empreender.”

Em meio aos riscos, medos e dúvidas que surgem ao empreender Ana Carolina defende que é preciso pensar no motivo que levou a iniciar uma nova jornada. “Porque é isso que faz tudo valer a pena, você consegue superar os desafios e celebrar ainda mais as conquistas quando tem muito bem guardado dentro de você o que te fez começar, o que te move”, afirma.

Elas Inovam

Ana Carolina diz que a Websérie Elas Inovam torna possível conhecer outras mulheres que estão passando pelas mesmas etapas e desafios, mostrando onde erraram, onde acertaram e possibilitando conhecimento para que mais mulheres se unam e cresçam como empreendedoras. “Acredito que uma rede de apoio é fundamental para enfrentar a jornada empreendedora, e ter mulheres com quem você pode trocar experiências é sensacional.”

Ao todo, serão sete episódios que irão abordar temas essenciais para o sucesso de uma mulher empreendedora. Neste dia 25, foi: Startups: onde vivem e do que se alimentam? Qual a diferença de uma startup diante das demais empresas e como esse modelo de negócios está revolucionando o mercado através da inovação e da tecnologia.

Próximos episódios da série:

- Dia 02 de setembro às 19h30

Grandes empresas abertas para a inovação

Como as médias e grandes empresas estão vendo na inovação, o caminho para a solução conjunta dos seus desafios internos.

- Dia 09 de setembro às 19h30

A nova economia como fonte de investimento

Investimento privado movendo o crescimento dos negócios da nova economia.

- Dia 16 de setembro às 19h30

Inovação para todos - Cidades e Governos

Como os governos estão levando a inovação para reduzir burocracias e criar cidades mais inteligentes para todos os cidadãos.

- Dia 23 de setembro às 19h30

O papel das universidades no ecossistema

Como as universidades podem se conectar cada vez mais ao mercado, através de soluções de inovação e projetos de pesquisa aplicada.

- Dia 30 de setembro às 19h30

Hubs & Habitats de inovação: onde a mágica acontece

Os locais que fazem acontecer a inovação na prática, conectando pessoas e oportunidades.

- Dia 07 de outubro às 19h30

Comunidades e o propósito em comum pela inovação

Como pessoas e negócios se unem para potencializar e gerar mais engajamento para seus negócios e para a cidade.