Paraná recebe mais 191,4 mil vacinas contra a Covid-19; distribuição começa neste sábado - Cantu em Foco - As principais notícias da região, você encontra aqui no Cantu em Foco

URGENTE

Paraná recebe mais 191,4 mil vacinas contra a Covid-19; distribuição começa neste sábado


 O Paraná recebeu nesta sexta-feira (13) mais 191.470 vacinas contra a Covid-19. O lote do Ministério da Saúde é composto por 117.760 doses de CoronaVac/Butantan, que chegaram ao Estado pela manhã desta sexta-feira (12), e 73.710 da Pfizer/BioNTech que desembarcaram no Aeroporto Internacional Afonso Pena por volta das 13h20.


Metade das doses da CoronaVac é destinada à primeira aplicação (D1), e metade para segunda dose (D2) – 960 delas foram doadas pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). O lote integral da Pfizer deve ser direcionado também para D1.

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, acompanhou a entrega do lote da Pfizer nesta tarde e falou sobre a aceleração da imunização. “O Paraná vai alcançar, com este lote, cobertura de cerca de 82,1% da população adulta nos 399 municípios, com ao menos uma dose ou dose única. Até agora, 77,3% dos paranaenses acima de 18 anos já receberam a primeira dose”, disse.

DISTRIBUIÇÃO – A distribuição deste lote será neste sábado (14). Ao todo, 131.990 vacinas serão destinadas a D1. Permanecerão no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) 960 doses da CoronaVac que foram doadas pela Conmebol, que aguardam orientação da Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 do Ministério da Saúde para distribuição, 240 doses também para reserva técnica e 58.280 D2 que serão enviadas posteriormente, ambas também da CoronaVac.


“Não queremos doses na geladeira, queremos vacina no braço dos paranaenses, e por isso amanhã essas doses serão encaminhadas às 22 Regionais de Saúde do Paraná, para que o Estado continue vacinando de domingo a domingo”, acrescentou o secretário.

SEGUNDA DOSE – Beto Preto também fez um apelo à população para que tomem a segunda dose da vacina contra a doença. Atualmente, estima-se que em média 5% das pessoas que tomaram a D1 não voltaram para aplicação da D2.


“Mesmo que sejam poucas pessoas, reforçamos que a segunda dose é tão importante quanto a primeira. É ela que completa o esquema vacinal e garante a imunização contra o vírus. Quem tomou a D1 tem que tomar a D2, a imunização é um esforço coletivo na missão de salvar vidas”, afirmou.


Confira a distribuição das doses D1 por Regional de Saúde:


1ª RS – 2.932 doses;


2ª RS – 45.418 doses;


3ª RS – 7.302 doses;


4ª RS – 2.334 doses;


5ª RS – 5.444 doses;


6ª RS – 2.014 doses;


7ª RS – 3.348 doses;


8ª RS – 4.176 doses;


9ª RS – 1.800 doses;


10ª RS – 5.794 doses;


11ª RS – 3.892 doses;


12ª RS – 3.410 doses;


13ª RS – 1.910 doses;


14ª RS – 3.256 doses;


15ª RS – 9.354 doses;


16ª RS – 4.356 doses;


17ª RS – 11.640 doses;


18ª RS – 2.362 doses;


19ª RS – 3.356 doses;


20ª RS – 4.536 doses;


21ª RS – 1.780 doses;


22ª RS – 1.576 doses.


TOTAL – 131.990 doses.

AEN