PR - Polícia Civil prende três pessoas por estupro de vulnerável em operação nacional - Cantu em Foco - As principais notícias da região, você encontra aqui no Cantu em Foco

URGENTE

sexta-feira, 16 de julho de 2021

PR - Polícia Civil prende três pessoas por estupro de vulnerável em operação nacional

 


A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu três pessoas por estupro de vulnerável durante uma operação nacional contra crimes envolvendo crianças e adolescentes, deflagrada nesta sexta-feira (16). Dois dos indivíduos foram presos em Curitiba e um terceiro foi capturado em Ponta Grossa (Campos Gerais).


A PCPR ainda cumpriu três mandados de busca e apreensão e apreendeu um adolescente. A ação ocorreu simultaneamente em Curitiba, Foz do Iguaçu, Paranaguá e Ponta Grossa.


O objetivo da operação foi cumprir ordens judiciais contra envolvidos em estupros de vulnerável nos municípios e contra o suspeito de um homicídio que vitimou uma criança, ocorrido em Foz do Iguaçu. Quatro envolvidos com mandado de prisão em aberto, incluindo o suspeito do homicídio, continuam foragidos. 

A ação da PCPR fez parte de uma nacional, denominada Operação Acalento, coordenada pela Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do Ministério da Justiça. O objetivo é inibir crimes contra crianças e adolescentes no Brasil.  


PARANÁ – Desde o dia 4 de junho, estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o Dia Internacional das Crianças Inocentes Vítimas de Agressão, com apoio da força-tarefa nacional, a PCPR realiza diversos tipos de ações para coibir crimes desta natureza.


De acordo com um balanço parcial, 37 pessoas já foram presas, sendo 17 por mandados de prisão. Cinco adolescentes foram apreendidos. A PCPR ainda solicitou 29 medidas protetivas de urgência, instaurou 42 boletins de ocorrência, concluiu 127 inquéritos policiais e instaurou outros 160.

O trabalho está sendo realizado em 11 municípios do Paraná: Curitiba, Cascavel, Francisco Beltrão, Jacarezinho, Londrina, Paranavaí, São José dos Pinhais, Toledo, Foz do Iguaçu, Paranaguá e Ponta Grossa.


AEN

Nenhum comentário: