Paraná registra aumento de denúncias de maus-tratos contra animais domésticos em 2021 - Cantu em Foco - As principais notícias da região, você encontra aqui no Cantu em Foco

URGENTE

terça-feira, 6 de julho de 2021

Paraná registra aumento de denúncias de maus-tratos contra animais domésticos em 2021

 

Paraná registrou aumento de 111,6% nas denúncias de maus-tratos a animais domésticos nos primeiros 5 meses de 2021 se comparado a 2020.. Créditos: SESP-PR

“Estamos em pleno Julho Dourado e seu objetivo é realizar ações e motivar a população para que reflita sobre o bem-estar dos animais de rua e animais domésticos de estimação. Infelizmente, recebi uma triste notícia relacionada a esse assunto: o Paraná registrou esse ano um aumento de denúncias de maus-tratos contra animais domésticos”, lamentou o deputado estadual Cobra Repórter (PSD), proponente da lei 19472/2018.

O Governo do Estado divulgou dados do Disque Denúncia 181, ferramenta da Secretaria estadual de Segurança Pública (SESP), que apontam aumento de 111,6% nas denúncias de maus-tratos a animais domésticos no Estado nos primeiros cinco meses de 2021, se comparado ao mesmo período de 2020. O número saltou de 2.298 para 4.864.

Segundo o Governo do Estado, os fatores que contribuem para este aumento são: a confiança da população na ferramenta e também a agilidade de apuração e resolução. Diversas situações configuram crimes, dentre elas a falta de higiene (que possa prejudicar a saúde do animal), prender o animal em uma corrente ou corda, sem um tamanho mínimo adequado, restringindo a sua movimentação, além de bater, castigar, abandonar ou deixar sem alimentação.

A Central de Denúncias 181 atende pelo telefone (mesmo número) ou pelo site www.181.pr.gov.br. Na segunda opção, é possível inserir imagens que podem colaborar com as investigações. A denúncia é totalmente anônima. Também é possível procurar a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente e a Força Verde.

“Vale lembrar que, em setembro de 2020, foi sancionada a Lei Federal 14.064/20, que aumenta a punição para quem maltrata cães e gatos. Antes, a pena era de três meses a um ano e multa. Com a nova lei, passou a ser reclusão de dois a cinco anos, multa, além da proibição da guarda do animal”, destacou o deputado Cobra Repórter.

Com informações da Agência Estadual de Notícias

Nenhum comentário: