Laranjeiras - Homem ameaça bater na esposa com uma marreta, e acaba preso pela PM - Jornal Cantu em Foco - As principais notícias da região, você encontra aqui no Jornal Cantu em Foco

Últimas

domingo, 28 de março de 2021

Laranjeiras - Homem ameaça bater na esposa com uma marreta, e acaba preso pela PM

DESACATO / LESAO CORPORAL - VIOLENCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR / RESISTÊNCIA / LESAO CORPORAL - VIOLENCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR

DATA/HORA: 27/03/2021 20H30M

 LARANJEIRAS DO SUL

 JOAO FERNANDES

A EQUIPE FOI ACIONADA VAI COPOM PARA DESLOCAR ATÉ A RUA MARINGA, ONDE SEGUNDO VIZINHOS UMA MULHER ESTARIA SENDO AGREDIDA PELO SEU ESPOSO, E QUE ELE ESTARIA TENTAR AGREDIR A MESMA COM UMA MARRETA. CHEGANDO AO LOCAL A EQUIPE SE APROXIMOU DA RESIDENCIA, ONDE FOI OUVIDOS GRITOS DE UMA MULHER A QUAL PEDIA POR SOCORRO, SENDO ADENTRADO NA RESIDENCIA, ONDE UM MASCULINO ESTAVA DE POSSE DE UMA MARRETA NAS MÃOS, NESTE MOMENTO UMA MULHER SAIU DE UM DOS QUARTOS JUNTAMENTE COM SUA IRMÃ, SENDO QUE A MESMA INFORMOU QUE FOI AGREDIDA PELO ESPOSO, E QUE O MESMO ESTARIA AMEAÇANDO LHE BATER COM A REFERIDA MARRETA E QUE A VITIMA QUERIA REPRESENTAR CONTRA O AUTOR. DIANTE DOS FATOS FOI DADO VOZ DE PRISÃO AO MASCULINO, O QUAL INVESTIU CONTRA A EQUIPE COM CHUTES E SOCOS, SENDO NECESSÁRIO USO DE TÉCNICAS DE IMOBILIZAÇÃO E ALGEMA PARA PODER CONTER O AGRESSOR. APÓS SER ALGEMADO O AUTOR PASSOU A DESACATAR A EQUIPE FALANDO: " VOCÊS SÃO UNS BURRO, TONGO, TROPA DE PORCO FILHOS DA PUTA". A VITIMA E SUA IRMÃ INFORMARAM QUE ESTAVAM NA RESIDENCIA CONSUMINDO CERVEJA JUNTAMENTE COM O AUTOR, E EM DETERMINADO MOMENTO O MESMO FICOU ALTERADO E DE POSSE DE UMA MARRETA TENTOU AGREDIR A VITIMA, MOMENTO EM QUE A SUA IRMÃ INTERVIU E O AUTOR DERRUBOU A MARRETA, NESTE MOMENTO O MESMO EMPURROU A VITIMA CONTRA A GELADEIRA DA RESIDÊNCIA, DESFERINDO TAPAS NA VITIMA, O QUE CAUSOU ALGUMAS ESCORIAÇÕES NAS COSTAS DA VITIMA. SENDO QUE AMBAS AS PARTES FORAM ENCAMINHADAS ATÉ A CASA HOSPITALAR PARA LAVRATURA DE LAUDO DE LESÃO CORPORAL E NA SEQUENCIA ENCAMINHADOS ATÉ A 2ª SDP PARA OS PROCEDIMENTOS CABÍVEIS.

Nenhum comentário: