Paranaense é a primeira brasileira a vencer concurso Miss Turismo Internacional - Jornal Cantu em Foco - As principais notícias da região, você encontra aqui no Jornal Cantu em Foco

Últimas

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2021

Paranaense é a primeira brasileira a vencer concurso Miss Turismo Internacional

 


A paranaense Maria Carolina Balicki Vinharski, de 22 anos, é a primeira brasileira a vencer o Miss Turismo Internacional. O concurso é realizado anualmente em Kuala Lumpur, na Malásia, mas, devido à pandemia da Covid-19, a 23ª edição foi feita inteiramente online.


Carol nasceu em Prudentópolis, na região central do Paraná. O município que tem pouco mais de 50 mil habitantes é conhecido como a "terra das cachoeiras gigantes". Atualmente, ela mora em Curitiba, com a mãe e dois irmãos.


"Foi muito especial, muito surpreendente, afinal é um dos principais concursos de beleza do mundo e o principal título relacionado ao turismo mundial. É mágico dar ao Brasil o troféu de 1º lugar, pela primeira vez. Quero espalhar a beleza do país e do povo", disse.


Carol contou que para fazer o material para a competição, como fotos e vídeos, viajou por alguns estados do país e visitou pontos turísticos como o Jardim Botânico e a Ópera de Arame, em Curitiba, o Pão de Açúcar e o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro.






A final do concurso estava prevista para o final de 2020, mas foi adiada para janeiro deste ano.


"A pandemia mexeu com a rotina de todos. A alternativa de fazer o concurso online foi bem interessante, mas também um grande desafio. Já participei de outros concursos e é muito diferente. Uma coisa é você estar lá no confinamento, vendo as outras candidatas. Mas, assim, transmitir toda a sua essência atrás de um vídeo ou de uma foto é muito mais difícil", revelou.


Mesmo com as dificuldades, Carol Vinharski se tornou a primeira brasileira a conquistar o título, após encantar um time de jurados asiáticos.


A 23ª edição do concurso foi disputada por 31 países. Além disso, esta foi a segunda vez na história em que uma latina conquistou o primeiro lugar.


Em 2014, a vencedora foi a venezuelana Faddya Ysabel, que, até o momento, era a única representante da América do Sul a vencer o concurso.


Com o título máximo da competição, Carol vai servir como embaixadora do turismo internacional durante o seu "reinado".


Homenagem ao Paraná





Carol explicou que o amor pelo estado fez com que a sua jóia de maior destaque - a coroa - fosse desenhada em homenagem a uma das sete maravilhas naturais do mundo, as Cataratas do Iguaçu, que ficam no oeste do Paraná.


A coroa, criada pela designer Amanda Albanez, conta com sete pedras azuis, que representam as quedas, e cristais verdes, que representam os 1.852 km² de vegetação nativa que fazem parte da paisagem.


Na parte inferior, os cristais transparentes em formato circular simbolizam o consultor de misses Paulo Filho que a preparou para a conquista do título internacional.


"Morei em outras cidades do Paraná e uma delas foi Foz do Iguaçu. Eu acho Foz uma cidade incrível, e quis fazer uma homenagem a essa grande beleza que nós temos aqui no nosso estado", comentou.


Carreira e futuro

Carol Vinharski disse que sempre pensou que iria cursar algo relacionado à saúde, já que a mãe é técnica de enfermagem, uma tia é enfermeira, e algumas primas são fisioterapeutas.


"Eu queria algo na área de saúde, mas não sabia exatamente o quê. Com isso, muitas pessoas começaram a falar que eu tinha mais jeito como publicitária, fui pesquisar sobre e gostei muito. Hoje, estou no 4º período de Publicidade e Propaganda", comentou.


Porém, mesmo empenhada na faculdade, Carol nunca deixou de lado a paixão pela moda. A jovem contou que, desde pequena, gostava do meio artístico, mas que por morar em uma cidade pequena, do interior, era difícil conquistar tudo o que almejava.


"Desde novinha gostei muito desse meio artístico. Eu era de uma igreja, então, sempre fiz parte do grupo de teatro, do grupo de dança, do pessoal da música. Na escola, eu sempre era responsável por organizar peças teatrais. Por ser do interior, eu sempre tive muito desejo mas não tinha oportunidade e nem entendimento sobre isso", explicou.


Ela saiu de Foz do Iguaçu, morou em Palmas (TO) e, em 2014, foi viver em Curitiba. Na capital foi onde, segundo ela, se tornou modelo, e as portas se abriram para a carreira.


"Sempre participei de concursos e ficava em 2º ou 3º lugar, nunca vencia de verdade. Ganhei títulos especiais como Miss Fotogenia de Las Américas, em 2017, cheguei a participar do Miss Curitiba em 2018, mas fiquei em 3ª colocação. Em 2020, fui convidada pela organização do Miss Brasil para representar o país no concurso internacional, e foi mágico", disse Carol.



A vitória inédita da paranaense despertou a intenção de que seja realizada uma competição nacional, para escolher a próxima jovem que será a candidata para representar o país internacionalmente.


Segundo Carol, até então, as participantes do Miss Tourism International eram indicadas - como foi o caso dela.


"Trabalhamos muito para chegar até aqui e me sinto honrada. O Brasil é um país incrível, de muitas belezas, então é muito difícil escolher um destino favorito, todos os que eu visitei eu amei. Claro que eu sou suspeita, né, eu gosto muito do Paraná e da minha cidade natal Prudentópolis", brincou a miss.


G1 PR

Nenhum comentário: