Batalhão Rodoviário registra queda de acidentes nas estradas estaduais - Jornal Cantu em Foco - As principais notícias da região, você encontra aqui no Jornal Cantu em Foco

Últimas

terça-feira, 5 de janeiro de 2021

Batalhão Rodoviário registra queda de acidentes nas estradas estaduais

 


O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) registrou 50 acidentes, com 81 feridos e sete óbitos nas estradas estaduais do Paraná, entre os dias 31 de dezembro e 03 de janeiro. O balanço aponta redução se comparado com o Ano Novo de 2020, quando foram 117 acidentes, 143 feridos e nove mortes.

Neste ano, somente no Litoral foram oito acidentes, nove feridos e uma morte em rodovia estadual. Os dados compreendem o período das 14h de quinta-feira (31/12) às 23h59 de domingo (03/01).

O boné vermelho da Polícia Rodoviária Estadual foi a mais vista pelos usuários que se deslocaram por todo o Paraná no fim do ano. Munidos de viaturas, motocicletas potentes e equipamentos de medição de velocidade de teor etílico, os policiais intensificaram abordagens, blitzes e fiscalizações relacionadas ao trânsito rodoviário.

“O trabalho da unidade foi um grande sucesso com toda a operação Réveillon, e os números falam por si. Tivemos uma redução no número de acidentes, de feridos e de mortos. Isso é fruto de todo um trabalho de uma equipe empenhada e de uma aplicação operacional e planejamento da Polícia Rodoviária”, destacou o comandante do BPRv, tenente-coronel Wellenton Joserli Selmer.

Neste ano, o Batalhão Rodoviário reforçou todas as operações e atividades preventivas e repressivas com relação a embriaguez ao volante. Nas abordagens, eles flagraram vários casos de motoristas embriagados e lavraram autuações. Nesta modalidade, foram feitas seis autuações e quatro prisões, contra 29 autuações e 22 prisões no mesmo período do ano anterior, uma queda de 79,3%% e de 81,8%, respectivamente.

As ações do BPRv também foram voltadas à fiscalização do excesso de velocidade. Radares móveis foram aplicados em pontos estratégicos das rodovias estaduais. Nos quatro dias do feriado deste Réveillon, foram feitas 4.509 imagens por radar, uma diferença de 2.296 imagens a mais do que foi registrado no mesmo período do ano anterior, quando foram 2.213. Devido à fiscalização de trânsito, houve uma queda de 44,2% nas infrações de trânsito; de 2.367 caiu para 1.320.

LITORAL – Houve oito acidentes, nove feridos e uma morte no Litoral, contra 20 acidentes, 16 feridos e nenhum óbito na mesma época da temporada passada, o que representa uma queda de 60% nos acidentes e de 43,8% no número de pessoas feridas. No tocante à embriaguez ao volante, quatro multas foram lavradas e três condutores encaminhados, ao passo que no mesmo período do ano anterior foram 22 multas aplicadas e nove prisões nas rodovias da Costa Leste. Também houve uma redução de 90,4% no número de veículos removidos: de 125 veículos no réveillon para 12 neste ano.

RADARES - Outro ponto de destaque foi a aplicação dos radares móveis para inibir o excesso de velocidade e as autuações de trânsito, nas estradas litorâneas. Neste ano as equipes fizeram 222 imagens de radar e 203 autuações, contra 710 imagens de radar e 428 autuações no Réveillon passado na região.

BLITZES – Em três pontos do Litoral em Matinhos, Guaratuba e Pontal do Paraná foram feitas blitzes sanitárias educativas para reforçar a conscientização sobre a prevenção ao contágio do coronavírus, durante toda a semana que antecedeu a virada.

“Foi uma soma de esforços da PRE, PM, com cadetes vindos da Academia Policial Militar do Guatupê, pessoal da Superintendência do Esportes e também da Secretaria de Saúde. Juntos realizaram um grande trabalho, com equipe multidisciplinar na orientação dos veranistas que desceram para o Litoral”, acrescentou o tenente-coronel Selmer.

CÃES DE FARO – Outra ferramenta importante neste feriado foi a aplicação dos cães de faro Hórus e Argus. A dupla esteve nas blitzes, abordagens a veículos e ônibus de viagem que chegavam ao Litoral paranaense. As equipes, oriundas do Interior do estado, auxiliaram na localização de drogas, evitando a chegada desse tipo de material nas praias.

“Tivemos resultados bastante positivos com os cães, tanto que prendemos duas pessoas por tráfico. Além disso, foram feitas várias vistorias nos ônibus que dão acesso aos municípios do Litoral. Há todo um aprendizado e uma divulgação neste sentido, pois para cada abordagem, apreensão e prisão que fazemos, isso gera um reflexo educativo e também repressivo para aquelas pessoas que pretendem levar substâncias entorpecentes que são proibidas”, destacou o tenente-coronel.

AEN

Nenhum comentário: