Equipes buscam oito desaparecidos após temporais em SC; 13 pessoas morreram - Jornal Cantu em Foco - As principais notícias da região, você encontra aqui no Jornal Cantu em Foco

Últimas

sexta-feira, 18 de dezembro de 2020

Equipes buscam oito desaparecidos após temporais em SC; 13 pessoas morreram


 Equipes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros intensificaram as buscas no Alto Vale do Itajaí, em Santa Catarina, para encontrar oito pessoas que seguem desaparecidas após os temporais que atingiram a região entre a noite de quarta-feira, 16, e a madrugada de quinta-feira, 17. Os temporais já causaram 13 mortes. Dessas, 11 pessoas já foram identificadas.


O secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves, está visitando as áreas atingidas no Estado e na tarde desta sexta-feira, 18, e deve se reunir com autoridades do Estado para avaliar os estragos.


Sete pessoas continuam desaparecidas em Presidente Getúlio, cidade mais afetada e onde foram registradas 11 das 13 mortes. Uma pessoa morreu em Ibirama e outra morte foi registrada em Rio do Sul, onde as equipes ainda buscam uma pessoa que estava em uma residência que desabou. Segundo as autoridades locais, a pessoa teria sido carregada pela enxurrada.


Pelo menos 483 pessoas estão desabrigadas ou desalojadas. A última atualização do Relatório de Atividades da Defesa Civil de Santa Catarina aponta que já foram disponibilizados 5 mil itens de assistência humanitária, incluindo mil cestas básicas, mil kits de limpeza, 3 mil kits de higiene pessoal e mil fardos de água mineral.


A Defesa Civil catarinense montou uma base de apoio em Rio do Sul, de onde é feito o acompanhamento das buscas e a identificação dos corpos. Rio do Sul e Presidente Getúlio decretaram calamidade.


Equipes do Instituto Médico Legal (IML) se deslocaram de outras regiões para o atendimento das vítimas em Presidente Getúlio. Além do Alto Vale do Itajaí, também houve registro de danos e alagamentos na Grande Florianópolis e no sul do Estado por conta do temporal.


Os moradores, que precisaram sair de suas casas às pressas, iniciaram a limpeza dos imóveis na manhã desta sexta-feira. As moradias também estão sendo avaliadas por geólogos antes de serem liberadas para que os moradores possam retornar.


Bem Paraná

Nenhum comentário: