Campanha eleitoral ajudou no crescimento de casos de Covid no Paraná, diz secrerário - Jornal Cantu em Foco - As principais notícias da região, você encontra aqui no Jornal Cantu em Foco

Últimas

sábado, 28 de novembro de 2020

Campanha eleitoral ajudou no crescimento de casos de Covid no Paraná, diz secrerário

 


O secretário de saúde do Paraná, Beto Preto, disse que o estado está muito próximo de um "colapso" no SUS. A declaração foi feita durante entrevista dele ao jornal Bom Dia Paraná, da RPC, nesta sexta-feira (27).

Diante do crescimento acentuado de casos de Covid-19, o Governo do Paraná suspendeu as cirurgias eletivas em todo o estado por tempo indeterminado. O anuncio ocorre na mesma semana em que as cirurgias eletivas foram suspensas em Curitiba.

"A medida tem como objetivo liberar equipes de atendimento para os casos de coronavírus; Por enquanto seguem liberadas as cirurgias ambulatoriais", disse o secretário.

O Paraná teve mais de 4 mil casos confirmados ontem (26). Foi o maior número desde junho, quando acreditava-se que estávamos no pico da pandemia no estado. No caso de Curitiba, a capital nunca esteve tão próxima de ter 100% dos leitos de UTI ocupados. Segundo os dados da Secretaria Municipal de Saúde divulgados hoje, 96% das UTIs de Curitiba estão lotadas, e apenas 13 leitos estão livres.

"Se não forem tomadas medidas agora, em 15 dias o número de casos poderá crescer três vezes, o que significa um colapso na rede de atendimento de todo o estado", disse Beto Preto.

A medida da suspensão das cirurgias eletivas foram tomadas após conversas com o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, e o vice-governador, Darci Piana. O governador Ratinho Junior deve anunciar medidas a partir da semana que vem em âmbito estadual.

Questionado sobre a desativação de leitos há poucos dias, Preto explicou que a Saúde esperava o aumento dos casos no fim do verão, mas que a movimentação da campanha eleitoral havia antecipado esses casos. "Então não quer dizer que houve erro de planejamento, apenas uma adequação do sistema ao número de casos", disse.

O secretário explicou ainda que enquanto não se tiver uma vacina e um tratamento mais preciso contra essa doença essa deve ser a dinâmica do sistema para atender a demanda da população e conseguir atender a todos que precisarem de atendimento. 

Leitos de UTI e enfermaria também devem ser reativados em Umuarama, Guarapuava e Maringá.

24 horas

Nenhum comentário: