Verdade ou mentira: adesivo de candidato no carro faz perder o seguro? - Cantu em Foco - As principais notícias da região, você encontra aqui no Cantu em Foco

Últimas

terça-feira, 27 de outubro de 2020

Verdade ou mentira: adesivo de candidato no carro faz perder o seguro?


 Circula em redes sociais alguns alertas para pessoas que colocam adesivo de apoio a candidatos em seus veículos. A informação é que as seguradoras podem negar seguro em caso de acidente envolvendo estes carros. Mas será que há verdade nisso?

CGN conversou com dois corretores, que dizem que há sim motivo de alerta, mas cada caso precisa ser analisado.

Os dois são unanimes em diferenciar duas situações: uma é quando o carro é usado para a campanha e outra quando o dono do veículo apenas usa o carro para demonstrar seu apoio ao candidato. Quem vai usar carro na campanha, seja pra levar cabos eleitorais ou materiais, precisa mudar o seguro pois não se trata mais de uso particular. Se houver acidente nesta situação, ele perde a cobertura.

Já quem vai colocar o adesivo apenas para demonstrar apoio, mantendo sua rotina normal de deslocamentos, tem mais liberdade, mas mesmo assim o ideal é consultar um corretor.

Eliseu Marcos Christo atua há 30 anos na área e comenta que se a pessoa se envolver em um acidente durante uma carreata, por exemplo, o seguro não cobre, é risco excluído.

“Já se for colocar o adesivo apenas para demonstrar apoio é permitido. Em caso de sinistro a companhia vai investigar se o carro estava a serviço do partido”.

Leonardo Perin Gonçalves, corretor há cinco anos, defende que mesmo nos casos de adesivar o carro sem usá-lo na campanha cabe atenção. Ele comenta que as posturas estão bastante diferentes entre as seguradoras.

“Tem companhias com bastante cobertura em Cascavel que não tem indenizado nestes casos. Eles entendem que o uso de carro para fins publicitários não tem cobertura e o cliente pode ter complicação em caso de sinistro. O ideal é conversar com o corretor e pedir quais são as condições gerais, em geral o corretor vai saber como determinada companhia age. Eu diria que hoje a maioria tem problema “.

Na dúvida, converse com seu corretor!

CGN

Nenhum comentário: