Brasileira teve coronavírus por cinco meses, caso mais longo de infecção - Cantu em Foco - O maior site de notícias online da região Cantu no Paraná

Últimas

terça-feira, 1 de setembro de 2020

Brasileira teve coronavírus por cinco meses, caso mais longo de infecção

 


Uma mulher ficou 152 dias infectada pela novo Coronavírus sem apresentar sintomas graves da doença.

De acordo com o estudo da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), o vírus permaneceu no organismo da mulher com capacidade de multiplicação e, consequentemente, com possibilidade de contágio. Este é o maior tempo de infecção pelo novo coronavírus já documentada.

Identificada como “Paciente número 3”, a profissional da saúde que mora no Rio de Janeiro foi diagnosticada com covid-19 em março. Ela teve sintomas leves por três semanas e não ficou internada.

Luciana Costa, uma das cientistas que participou do estudo, diz que a persistência do vírus no organismo da “Paciente 3” pode não ser rara, embora mais estudos ainda estejam em desenvolvimento sobre o tema.

“Essa mulher viveu cinco meses com o coronavírus. O caso dela foi descoberto porque é uma profissional de saúde, mais atenta para o risco de transmissão e desde cedo participou do estudo. Mas suspeitamos que a persistência não é rara. Pode haver muita gente assim, e isso ajuda a explicar por que a circulação do coronavírus continua a se manter”, disse Costa.

Com informações do Viva Bem, do UOL

Nenhum comentário: