Apostar com luxo em voos comerciais - Cantu em Foco - O maior site de notícias online da região Cantu no Paraná

Últimas

terça-feira, 25 de agosto de 2020

Apostar com luxo em voos comerciais

Apostar com luxo em voos comerciais
Algumas décadas atrás teria parecido uma ideia absurda de apostar em um casino real a partir do ar, mas os tempos mudaram e a tecnologia tornou possível ter um casino físico operacional dentro de um voo comercial.

O projeto "Casino Jet Lounge" surgiu da genialidade de dois especialistas no campo do design de aviões, o fundador da Designescence Frédérique Houssard e Jean Pierre Alfano da Airjet Designs, ambos promovem a materialização do projeto para que os tripulantes de voos a longa distância possam aproveitar o tempo livre, liberar tensões com horas de diversão enquanto estão voando.

Trata-se de projetar um avião de luxo com serviço de bar e cassino incluso, se o projeto é executado seria o primeiro voo com um casino de luxo disponível para destinos internacionais ou longa distância.

O casino seria dotado de uma sala de jogos com slots tradicionais, jogos de mesa como blackjack, póquer e serviço de bar para consumo de bebidas alcoólicas. 

 A ideia não é nova 

 A companhia aérea pioneira em incluir jogos de casino em um de seus voos foi Singapore Airlines. Em 1981, a empresa arriscou-se a incorporar uma máquina caça-níqueis em um desses voos, o aparelho foi localizado no corredor do avião.

Durante a rota Singapura-São Francisco os passageiros podiam tentar a sorte nas máquinas caça-níqueis, depois de 2 meses a empresa, intempestivamente, decidiu retirar as máquinas porque para a companhia aérea era um grande desafio operacional.

Atualmente as máquinas caça-níqueis são mais fáceis de mover de um lugar para outro e não só se apresentam em forma física mas também se pode jogar online com máquinas virtuais, um reflexo evidente da rápida evolução e transformação dos jogos online, propiciada pelo desenvolvimento da tecnologia.

Nos anos 90, a extinta companhia suíça Swissair incorporou a seus voos um sistema de jogos virtual no qual os passageiros poderiam desfrutar de um momento de diversão jogando pôquer, keno ou blackjack.

A ideia teve boa receptividade no início, inclusive serviu como exemplo para ser implementada como projeto em outras companhias aéreas, mas em 1998 ocorreu uma tragédia que manchou o sucesso da proposta, um dos aviões da companhia aérea caiu, os especialistas em acidentes garantiram que um dos fatores da catástrofe foi o sistema virtual online.

 A notícia causou comoção no mundo e a ideia ficou no esquecimento, em 2002 a companhia aérea fechou suas portas por completo por falência financeira. Este tipo de projetos ficou relegado até 2005 quando a companhia aérea Virgin Atlantic incorporou a seus aviões cassinos e um serviço de camas duplas em seus voos.

Poucos anos depois desistiram e não continuaram a prestar serviços de casino no voo, sem dar nenhuma explicação a respeito. A empresa anunciou que o serviço seria retomado em pouco tempo mas nunca mais se falou sobre o assunto.

 Desafio dos casinos aéreos

Agora a ideia parece materializável, mas há uma série de desafios que devem ser superados, um deles é a internet, ferramenta essencial para ter jogos de casino em aviões.

É imprescindível ter serviço de wi-fi para jogar em um cassino nos voos internacionais, este fator repercute no orçamento das companhias aéreas. Atualmente, os custos das companhias aéreas não permitem o acesso ao Wi-Fi.

Outro obstáculo que as companhias aéreas têm de superar para levar o casino às alturas é que os passageiros podem facilmente entrar a partir de dispositivos móveis para qualquer casino móvel e jogar online.

Se houver internet no avião os passageiros poderiam facilmente jogar a partir de seu celular laptop ou tablet através de um casino online. Para resolver este inconveniente, pensou-se que um circuito fechado com redes Wi-Fi poderia ser uma solução alternativa para que os passageiros usem o casino do avião.

Como pode ver, levar os casinos para os voos internacionais é um desafio, no futuro alguns pensam que executar a ideia é possível, mas outros ainda têm muitas dúvidas.

Nenhum comentário: