Ratinho Júnior decide não prorrogar decreto e comércio pode reabrir a partir desta quarta-feira - Cantu em Foco - O maior site de notícias online da região Cantu no Paraná

Últimas

terça-feira, 14 de julho de 2020

Ratinho Júnior decide não prorrogar decreto e comércio pode reabrir a partir desta quarta-feira

O governador Ratinho Júnior decidiu, nesta terça-feira (14), não prorrogar o decreto estadual que determinava o fechamento das atividades não essenciais no Paraná. Com a decisão tomada por orientação da vigilância epidemiológica, o comércio deve reabrir as portas a partir desta quarta-feira (15) e cabe agora a cada município estabelecer os regramentos para conter o avanço da Covid-19 nas respectivas regiões.
As restrições para a 1ª Regional de Saúde, do Litoral, serão mantidas até o dia 21 de julho.
A avaliação dos técnicos da Saúde é de que os 14 dias de medidas mais restritivas trouxeram os resultados esperados.
Porém, os estabelecimentos devem continuar com os cuidados para evitar o contágio pelo novo coronavírus, como o uso de máscara, álcool em gel e distanciamento entre os clientes.
Leia a nota do Governo do Estado na íntegra:
“O Governo do Estado informa que as medidas restritivas constantes do decreto 4942/20, válidas para as regionais de Saúde de Londrina, Cascavel, Cornélio Procópio, Toledo, Cianorte, Foz do Iguaçu, Litoral e Região Metropolitana de Curitiba perdem efeito a partir desta terça-feira (14). A decisão foi tomada por orientação da vigilância epidemiológica. As restrições para a 1ª Regional de Saúde, do Litoral, serão mantidas até o dia 21 de julho.”

Boletim

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta terça-feira 1.775 novas confirmações e um novo recorde de 57 mortes pela infecção causada pelo novo coronavírus. O Paraná soma 44.870 casos e 1.775 mortos em decorrência da doença.
INTERNADOS – 887 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados hoje. 731 pacientes estão em leitos SUS (264 em UTI e 467 em leitos clínicos/enfermaria) e 156 em leitos da rede particular (57 em UTI e 99 em leitos clínicos/enfermaria).
Há outros 1.057 pacientes internados, 529 em leitos UTI e 528 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo vírus Sars-CoV-2.

Nenhum comentário: