Paraná mantém alta transparência sobre Covid-19, mesmo com avaliação mais rígida - Cantu em Foco - O maior site de notícias online da região Cantu no Paraná

Últimas

segunda-feira, 13 de julho de 2020

Paraná mantém alta transparência sobre Covid-19, mesmo com avaliação mais rígida


Apesar de elevar o nível dos critérios e das especificações de sua avaliação, a Open Knowledge - Brasil manteve o Paraná entre os dez estados com alta transparência em relação a dados sobre o enfrentamento da Covid-19. A entidade internacional avalia as informações dispostas nos sites oficiais sobre a doença, divulga sua avaliação semanalmente, alternando estados e capitais.

O controlador-geral do Estado, Raul Siqueira, explicou que avaliações externas colaboram para a eficiência da administração pública e para manter a integridade e ética no serviço público. “O controle social, como é chamada essa verificação por entidades e pessoas de fora do Governo, é fundamental quando se pretende aproximar as decisões oficiais das expectativas da população”, afirmou.

Ele destacou a permanência do Paraná com conceito de alta transparência, mas disse que a intenção é sempre melhorar. “Nossa equipe já está trabalhando nos ajustes para que possamos subir de posição”, comentou Siqueira. 

TOPO - Pela nova metodologia, chamada pela Open Knowledge de versão 2.0 do Índice de Transparência da Covid-19,

o Paraná alcançou a nota 83, classificada como de alta transparência. Nenhuma unidade da Federação conseguiu atingir os 100 pontos. Nesta versão apenas 11 estados, incluindo o Paraná, conseguiram o conceito máximo.

Pela avaliação antiga, com menos critérios e possibilidade de pontuação menor, o Estado tinha alcançado 98 pontos, empatado em segundo lugar com outros cinco estados. Nesta lista, apareciam 21 unidades da Federação avaliadas como de alta transparência.

PARÂMETROS - A Controladoria-Geral do Estado (CGE) tem acompanhado essas classificações. Matheus Gruber, coordenador de Transparência e Controle Social, setor responsável pelo Portal da Transparência e por buscar dados para divulgação, explicou que embora pareça que o Paraná baixou a nota, ocorreu o contrário, apesar de o critério e as especificações da avaliação terem aumentado.

“Pelos novos parâmetros, o Estado teria ficado com 49 pontos, se tivesse mantido o mesmo nível de transparência da avaliação anterior. Trabalhamos para atender os novos critérios e obtivemos nota 70% maior”, detalhou Gruber.

Os dados paranaenses podem ser acompanhados no site http://www.coronavirus.pr.gov.br. O trabalho de reunir as informações e colocá-las à disposição neste endereço eletrônico é feito em conjunto com a Secretaria da Comunicação Social e da Cultura, Secretaria da Saúde, a E-Paraná Comunicação e Celepar.

Ele disse que a equipe mantém todo o empenho para a melhora da nota no ranking da Open Knowledge. “Alguns pontos em que fomos mal avaliados se referem a recursos de tecnologia e informações complementares. A partir desse resultado vamos analisar em que poderemos evoluir”, ponderou o coordenador de Transparência.

A CGE também usa o ranking da Transparência Internacional Brasil para verificar os pontos em que pode aprimorar seu trabalho. Essa entidade avalia a transparência especificamente das contratações emergenciais para o enfrentamento da pandemia. No ranking do mês passado, divulgado dia 25, o Paraná aumentou a nota para 88,61 e se manteve no conceito ótimo.

OPEN – Sobre a mudança de metodologia, a entidade explicou que, com o intuito de qualificar a transparência, incorporou sugestões e atualizou critérios. Em seu site, a Open Knowledge Brasil afirma que a padronização da divulgação de dados pode agilizar o trabalho de órgãos públicos e “aproximá-los de setores da sociedade para construir soluções conjuntamente.”

A Open Knowledge Brasil (OKBR), Rede pelo Conhecimento Livre, é uma organização da sociedade civil que atua desde 2013. Ela não tem fins lucrativos e incentiva o uso de tecnologias e dados abertos para análises de políticas públicas. Em seu site, o objetivo da OKBR é tornar a relação governo e sociedade mais transparente. Para compor o índice da Covid-19 foram estabelecidos conteúdos essenciais e parâmetros para o acompanhamento da pandemia.

Fonte: AEN

Nenhum comentário: