Filipinas e Alemanha registram casos de gripe aviária - Cantu em Foco - O maior site de notícias online da região Cantu no Paraná

Últimas

segunda-feira, 16 de março de 2020

Filipinas e Alemanha registram casos de gripe aviária

O Departamento de Agricultura das Filipinas confirmou nesta segunda-feira (16) que detectou casos da gripe aviária tipo H5N6 em uma fazenda de codornas, na cidade de Jaen, província de Nueva Ecija. As aves foram testadas depois de notícias que 1,5 mil codornas haviam morrido em uma fazenda, de acordo com informações divulgadas pela agência de notícias do governo filipino. Segundo o secretário de Agricultura, William Dar, 12 mil aves foram sacrificadas e processos de higienização e desinfecção estavam sendo implementados. Embora a doença possa ser transmitida para humanos, Dar disse que não há casos de pessoas contaminadas. A cepa H5N6 já tinha aparecido na China, em 2014. De acordo Salvador Panelo, porta-voz da presidência das Filipinas, o governo está preparado para lidar com o problema. "Não temos escolha senão encarar e lidar com isso", disse. Caso na Alemanha Uma caso de gripe aviária foi confirmado em uma fazenda de criação de frangos na Saxônia, no leste da Alemanha, de acordo com a agência Reuters. Segundo a agência, o ministério de assuntos sociais e proteção no Estado da Saxônia disse que o caso envolve gripe aviária do tipo H5N8 — diferente do registrado nas Filipinas. Esta cepa já havia sido registrada em 2014 na Alemanha, Holanda e Reino Unido, além dos Estados Unidos. A ocorrência mais atual na Alemanha foi em uma fazenda em Bad Lausick, perto de Leipzig. Todas aves na unidade foram sacrificadas e uma área de quarentena estabelecida ao redor. Casos de gripe aviária foram registrados desde o final do ano passado em 4 países da Europa Central -- Eslováquia, Polônia, Hungria e República Tcheca, onde 140 mil perus e galinhas foram sacrificados em fevereiro em uma granja onde a doença foi detectada. A Inglaterra também registrou, em novembro, o primeiro caso no país desde 2017. E um caso havia sido registrado em uma ave selvagem na Alemanha, em janeiro último.

Fonte:G1

Nenhum comentário: