Foz e Guarapuava são reconhecidas em prêmio nacional de turismo - Cantu em Foco - O maior site de notícias online da região Cantu no Paraná

Últimas

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Foz e Guarapuava são reconhecidas em prêmio nacional de turismo

Na Semana Nacional do Turismo, o Paraná concorreu com projetos selecionados entre as Iniciativas de Destaque do Prêmio Nacional de Turismo. Ações de Foz do Iguaçu e de Guarapuava foram selecionadas entre mais de trezentos inscritos. A cerimônia de premiação aconteceu nesta quarta feira (04) em Belo Horizonte (MG).
Foram escolhidos 33 projetos, em 11 categorias, de vários estados do Brasil. Foz do Iguaçu foi a vencedora com a Gestão Integrada do Turismo, além de ter concorrido ainda com os projetos Cataratas Day, Festival das Cataratas, Trilha Jovem Iguassu, Revitalização do Marco das Três Fronteiras e Hackatour Cataratas.
Guarapuava concorreu nas categorias com as iniciativas Melhoria do ambiente de negócios e atração de investimentos, com o programa Guarapuava Turística 2026, que conquistou segundo lugar, além de Turismo de Base Local, com o projeto Caminho de São Francisco.
O Prêmio Nacional do Turismo tem por objetivo reconhecer iniciativas do setor e profissionais que tenham inovado ou trabalhado de forma proativa para o desenvolvimento do turismo. De acordo com a organização, além do reconhecimento, o objetivo é divulgar e replicar tais iniciativas em outros destinos brasileiros, como forma de contribuir para melhorar as condições do turismo em seus territórios, gerando engajamento e atuando em benefício do desenvolvimento do setor.
“Grande evento em nível nacional e que mostra a força do Paraná com a representatividade das cidades de Foz do Iguaçu e Guarapuava, que foram reconhecidas como polos turísticos importantes e com grandes projetos de desenvolvimento do turismo”, disse o presidente da Paraná Turismo Jacob Mehl.
As Iniciativas de Destaque premiaram projetos que contribuíram de forma significativa para o turismo brasileiro e forma implementadas por entes públicos, privados ou do terceiro setor nos últimos 24 meses.
AEN

Nenhum comentário: