Programa Meu Campinho chega a cidades de todas as regiões - Cantu em Foco - O seu site de notícias da Cantu

Últimas

sexta-feira, 4 de outubro de 2019

Programa Meu Campinho chega a cidades de todas as regiões

A cidade de Palmital na região Centro-Sul do Paraná está instalando o Meu Campinho, um espaço para prática de esporte e recreação construído nos municípios com recursos do Governo do Estado. A unidade vai beneficiar crianças de uma creche municipal, da Escola Municipal Augusto Vicentim e da Associação de Pais e Amigos Excepcionais (Apae) de Palmital. O prazo de conclusão da obra é de 90 dias.
Atualmente, 79 unidades do programa estão em uso ou em fase de implantação e há mais 12 estão aguardando a licitação para poderem dar início nas obras. O Governo do Paraná já investiu R$ 33,3 milhões no programa. Dezoito cidades do Estado estão com unidades em fase de construção: Alto Piquiri, Bom Sucesso, Cambé, Campina do Simão, Cruzeiro do Oeste, Curiúva, Floraí, Francisco Beltrão, Itaperuçu, Ivaiporã, Jandaia do Sul, Maringá, Perobal, Piên, Ribeirão do Pinhal, São Jorge do Ivaí, Terra Boa e Ubiratã.
Já está programada a instalação de unidades nas cidades de Arapongas, Cambira, Centenário do Sul, Douradina, Enéas Marques, Faxinal, Foz do Iguaçu, Godoy Moreira, Inácio Martins, Lapa, Laranjeiras do Sul, Lupionópolis, Maringá, Marumbi, Mato Rico, Nova Prata do Iguaçu, Novo Itacolomi, Ortigueira, Pinhão, Reserva, Rolândia, Rosário do Ivaí, Santa Mariana, São João do Triunfo, Santa Cruz do Monte Castelo, Tibagi e Toledo.
O programa é da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas e começou a ser implantado à época em que o governador Carlos Massa Ratinho Junior foi secretário da pasta. O programa é inspirado na experiência da Alemanha, que implantou 1,6 mil unidades no País.
O governador Carlos Massa Ratinho Junior explica que o objetivo é dar as mesmas oportunidades para as crianças em situação de vulnerabilidade social. “Queremos com esse projeto, criar um ambiente familiar em que os pais possam ir com seus filhos, brincar e confraternizar.” destaca ele.
CONQUISTA – Em Palmital, o projeto inclui campinho de grama sintética, parquinho, um pergolado com banquinhos, alambrado, academia para a terceira idade, iluminação com LED para uso noturno e estacionamento. O campo será agregado à rodoviária da cidade.
Segundo o prefeito Valdenei de Souza, a área onde está sendo construindo o Meu Campinho fazia parte de um local degradado. O novo espaço será agrupado com uma pista de skate, que terá melhoria na pista. “É uma conquista para a nossa população, pois o projeto vem ao encontro da reestruturação de uma área degradada, oferecendo um espaço de lazer e práticas esportivas. Essa obra só trará benefícios e melhorias na qualidade de vida, é um espaço que pode ser aproveitado por pessoas de todas as idades.” disse ele.
O programa é da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas e começou a ser implantado à época em que o governador Carlos Massa Ratinho Junior foi secretário da pasta. O programa é inspirado na experiência da Alemanha, que implantou 1,6 mil unidades no País.
O governador Carlos Massa Ratinho Junior explica que o objetivo é dar as mesmas oportunidades para as crianças em situação de vulnerabilidade social. “O programa permite que os filhos dos paranaenses possam jogar bola nos mesmos campos que os filhos dos alemães. Queremos com esse projeto, criar um ambiente familiar em que os pais possam ir com seus filhos, brincar e confraternizar.” destaca ele.
MARINGÁ - A cidade de Maringá possui o maior número de Meu Campinho. Só neste ano foram entregues 7 unidades. Mais 12 serão inauguradas entre os meses de outubro e novembro, totalizando 19 campinhos. Para o ano que vem estão previstas mais 11 unidades.
O prefeito Ulisses Maia destaca a receptividade do povo Maringaense ao programa.“O Meu Campinho deu muito certo em Maringá, a população está adorando e usando intensamente”, diz ele. “É um espaço muito agradável, para a prática do esporte e lazer de toda a família. O objetivo da prefeitura é preparar os espaços públicos para que as pessoas tenham no seu próprio bairro uma oportunidade de lazer, esporte e convivência”, finaliza.
AEN

Nenhum comentário: