Laranjeiras - Vereadores aprovam Moção de Apelo em prol da manutenção dos Correios - Cantu em Foco - O seu site de notícias da Cantu

Últimas

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Laranjeiras - Vereadores aprovam Moção de Apelo em prol da manutenção dos Correios

Com o objetivo de discutir a manutenção da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, o plenário da Câmara de Laranjeiras do Sul aprovou, na última segunda-feira, 07, uma Moção de Apelo para que se promova um efetivo e qualificado debate com participação de representantes dos municípios acerca da privatização da empresa. O documento de autoria do vereador Valmir Trindade-Sete teve aprovação unânime.
Municípios de pequeno porte - Conforme Sete o documento será enviado aos órgãos competentes promovendo conhecimento dos efeitos desta medida aos municípios de pequeno porte. “Laranjeiras do Sul está na 1.933ª posição de renda per capita do país, estando entre as cidades pouco atrativas economicamente para dispormos de serviços postais acessíveis como os que atualmente são prestados pelos Correios. Se cada município fizer sua parte, demonstrando o descontentamento, o impacto será maior”, explicou o vereador.
Manutenção de empresas públicas - Júnior Gurtat e Alex Schroeder destacaram a importância da manutenção de órgãos estaduais e federais no município. “Com a possível privatização da empresa, nossos munícipes poderão, consequentemente, serem obrigados a se deslocarem a outros centros em busca de suas encomendas e correspondências, sem contar o impacto nos estabelecimentos empresariais, comerciais e prestadores de serviços. Perdemos o perito do INSS e Receitas Federal e Estadual. Não podemos perder também os Correios”, chamaram a atenção.
Trabalhadores - Acompanhado do gerente da Agência de Laranjeiras do Sul, Clenoir Ghizzi e dos trabalhadores da empresa no município o plenário recebeu para defender a moção o Diretor de Formação e Estudos Socioeconômicos do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Comunicações Postais, Telegráficas e Similares (SINTCOM/PR), Alexsander Menezes. Conforme explanação, nos últimos balanços registrados os Correios se mostraram uma empresa rentável. Menezes também falou a despeito dos cortes, do sucateamento e da massificação de informações negativas e muitas vezes imprecisas sobre a empresa.
“Os Correios detém mais de 90% de preferência das empresas na hora de enviar suas mercadorias. Acontece que a atividade logística não se faz sem pessoas. Éramos 114 mil em 2014, atualmente somos pouco mais de 95 mil trabalhadores para atender a demanda, uma redução de 17% de efetivo em um país em crescimento. Nos EUA onde os serviços postais também são públicos, são oito vezes mais empregados. Mas somos uma empresa lucrativa. Repassamos 6 bilhões de reais ao Governo Federal nos últimos anos, porém não tivemos renovação da frota, nem novas contratações. Nesse sentido chamamos a atenção para novos investimentos e a manutenção da empresa, que garantirá a mão de obra qualificada atendendo todos os 5.570 municípios brasileiros, algo que não é de interesse das empresas privadas”, concluiu.
Governo Federal - O documento, assinado por todos os vereadores será enviado aos órgãos que discutem a privatização da empresa, entre quais, às Presidências do Senado Federal e Câmara dos Deputados; à Comissão dos Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado Federal; às Comissões de Legislação Participativa, de Trabalho e de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados; aos Ministérios da Economia, da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações; à Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais; à Presidência da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e ao Sindicato dos Trabalhadores nos Correios do Paraná.
Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário: