Colégios desenvolvem ações para combater o abandono escolar - Cantu em Foco - O seu site de notícias da Cantu

Últimas

segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Colégios desenvolvem ações para combater o abandono escolar

Garantir a presença do aluno em sala é uma das principais frentes da atual gestão da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte. Desde que o Programa Presente na Escola foi lançado, em maio, as instituições de ensino do Paraná vestiram a camisa do combate ao abandono escolar.
Com ações simples, colégios têm conseguido engajar os alunos para que eles faltem o menos possível. Na Escola Estadual Santa Catarina, em Coronel Domingos Soares (Sudoeste), a equipe pedagógica lançou mão de materiais como tecido por placas emborrachadas, além de muita criatividade, para montar um “presençômetro”, que fica exposto no pátio do colégio e é atualizado diariamente.
A diretora da instituição, Andreia Brandelero, conta que o painel é dividido em linhas de quatro cores: verde, cinza, amarelo e vermelho. As turmas são distribuídas no quadro de acordo com a frequência do dia anterior. As que estão no vermelho tiveram presença menor que 85%, enquanto na linha amarela ficam as salas com frequência entre 85 e 90%. Na prata estão as turmas que registraram presença maior que 90 e menor que 95%. Já na verde, a linha mais desejada, ficam as turmas com mais de 95% de presença.
“O presençômetro causou uma reação bem legal na escola. Assim que os alunos chegam, vão acompanhar a montagem. Hoje, por exemplo, tivemos uma turma sem nenhuma falta, sendo que ontem ela estava no amarelo. Os alunos passaram a se cobrar, e também cobram os professores para que nunca deixem de fazer a chamada” diz Andreia.
A ideia é, ao fim do ano, premiar com uma atividade diferente, como um passeio ou um piquenique, a turma que mais se destacou positivamente quanto à frequência.
DE OLHO NOS ATRASOS – No Colégio Estadual São Paulo Apóstolo, em Curitiba, que atende cerca de 1,4 mil alunos, foi atribuída aos representantes de classe a tarefa de realizar uma chamada extra, registrada em uma ficha mensal retirada diariamente na secretaria da escola.
Pedagoga da instituição, Odete Camillo explica que essa conferência realizada pelos representantes facilita o trabalho da coordenação de observar se os alunos faltaram o período todo ou apenas se atrasaram para a primeira aula.
“Se na segunda aula o aluno chegou, o representante aponta isso na ficha e a gente sabe que o estudante faltoso só não esteve presente no primeiro horário”, afirma, complementando que os representantes de turma são bem orientados para que não haja erros no preenchimento da ficha.
Segundo Odete, ao verificar que o aluno teve três dias de atraso na primeira aula, a equipe pedagógica procura a família para entender a situação. Já em relação aos que faltam o período todo, o contato com os responsáveis é realizado independentemente da quantidade de dias em que a presença não é registrada.
“Sempre tivemos uma frequência boa aqui, por se tratar de uma escola que é referência no bairro Uberaba, de Curitiba. São casos raros de abandono e essa busca com os pais e responsáveis é feita frequentemente, tanto no tocante os atrasos quanto às faltas”, diz a pedagoga.
PRESENTE NA ESCOLA – Lançado em maio de 2019, o programa reúne uma série de estratégias de acompanhamento de frequência e combate ao abandono escolar. As ações vão desde o monitoramento da frequência até a articulação com a rede de proteção.
O Presente na Escola funciona de maneira integrada com os aplicativos Registro de Classe, que permite ao professor fazer a chamada off-line pelo celular, e Escola Paraná, pelo qual os pais ou responsáveis conseguem acompanhar diariamente a frequência dos alunos. Se necessário, é realizada, com o apoio dos Núcleos Regionais de Educação, a busca ativa do estudante, a fim de identificar o motivo do abandono escolar. Caso necessário, o Conselho Tutelar e a rede de proteção são acionados.
AEN

Nenhum comentário: