Paraná - 52% das cidades não registraram homicídios no primeiro semestre - Cantu em Foco - O seu site de notícias da Cantu

Últimas

quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Paraná - 52% das cidades não registraram homicídios no primeiro semestre

O primeiro semestre registrou uma redução de 20% no índice de homicídios dolosos em todo o Paraná, se comparado com o mesmo período de 2018. Em 52% das cidades (211 dos 399 municípios paranaenses) não houve registro deste tipo de crime, e em 124 (31%) foram apenas uma ou duas ocorrências registradas. Em relação aos números do ano passado, foram 205 homicídios a menos no Estado, conforme balanço divulgado nesta quarta-feira (07) pela Secretaria de Estado da Segurança Pública. De janeiro a junho, foram 828 registros de mortes violentas, número inferior as 1.033 ocorrências dos primeiros seis meses de 2018.
Segundo o secretário estadual da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, a queda nos índices de criminalidade é resultado de um conjunto de esforços. “Estamos trabalhando para combater o crime em todas as suas modalidades. O trabalho de inteligência, integração e planejamento de ações é constante para fornecer maior segurança para todos os paranaenses. E isso se reflete nas estatísticas de homicídio, furto e roubo”, explica.
Marinho atribuiu a diminuição dos números à integração entre as forças policiais, ao patrulhamento preventivo e ostensivo, e às investigações mais ágeis da polícia judiciária, que prendem criminosos e acabam por inibir novos crimes.
O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Péricles de Matos, atribuiu a redução da criminalidade a duas fases do trabalho policial. “Primeiro, é o direcionamento de operações específicas antecipadas pela inteligência policial, o trabalho de investigação, de produção de conhecimento, de inteligência dos locais onde ocorrem os maiores índices”, afirma. “Entendemos o que está acontecendo de verdade naquela cidade ou região e, a partir disso, agimos. Em segundo lugar, não menos importante, temos um planejamento primoroso”, acrescentou.
ÁREAS - Das 23 Áreas Integradas de Segurança Pública (AISP) do Estado, 16 registraram queda nos índices em 2019, sendo que em quatro houve redução igual ou superior a 50%. São elas: União da Vitória (-50%), São Mateus do Sul (-55,5%), Jacarezinho (-58%) e Cornélio Procópio (-70%).
A redução mais expressiva em todo o Estado foi na 21ª Área Integrada de Segurança Pública de Cornélio Procópio, que abrange 20 municípios, diminuiu o número de homicídios em 70% (foram 20 ocorrências de janeiro a junho de 2018, contra 6 no período de 2019).
Em números absolutos, a maior diminuição foi na 2ª AISP de São José dos Pinhais, que corresponde aos 22 municípios da Região Metropolitana de Curitiba. Foram 42 homicídios a menos (foram 213 no ano passado e 171 em 2019).
RESOLUÇÃO - Estudos técnicos comprovam que a certeza da descoberta do crime e da punição impacta diretamente na redução de índices da criminalidade e isso vem acontecendo no Paraná. “O aumento na efetividade dos trabalhos investigativos feitos pela Polícia Civil vem contribuindo diretamente para a redução de crimes de homicídios, roubos e furtos no Estado”, afirmou o delegado-geral da Polícia Civil, Silvio Jacob Rockembach.
CURITIBA - A capital paranaense acompanhou a tendência de queda do Estado e registrou 20,5% menos casos. De janeiro a junho de 2019 foram 120 homicídios, contra 151 no mesmo período do ano anterior.
Dentre os 75 bairros da Capital, 36 não registraram homicídios durante os seis primeiros meses deste ano, como é o caso do Ahú, Batel, Boa Vista, Capão da Imbuia, Guabirotuba, Jardim Botânico, Mercês, Santa Felicidade, Tingui, entre outros.
No bairro Cidade Industrial de Curitiba a redução foi de 44% (foram 29 homicídios no primeiro semestre de 2018, contra 16 no mesmo período deste ano). No Tatuquara, foram 13 registros no ano passado contra nove no primeiro semestre de 2019.
O Centro da Capital não registrou nenhuma ocorrência de homicídio doloso este ano, diferentemente do ano anterior, quando houve oito episódios.
MUNICÍPIOS COM MAIORES REDUÇÕES
Pontal do Paraná, Lapa, Altônia e Santo Antônio da Platina – 87,5%.
Rio Branco do Sul – 83,3%.
Campo Magro – 75%.
Fazenda Rio Grande – 68,7%.
O relatório feito pela Coordenadoria de Análise e Planejamento Estratégico da Secretaria da Segurança Pública pode ser acessado e AQUI.
AEN

Nenhum comentário: