Paraná

Padre na Região de Curitiba é afastado por suspeitas de abuso sexual contra coroinha

Está nas mãos do Ministério Público do Paraná (MP-PR) denúncias contra um padre que atualmente estava em Colombo, região metropolitana de Curitiba. Os casos aconteceram entre 2001 e 2002, na Paróquia Nossa Senhora do Amparo, em Rio Branco do Sul. O sacerdote foi afastado pela Arquidiocese de Curitiba e não pode mais exercer funções religiosas. A Banda B aguarda nota da arquidiocese para ter mais detalhes sobre as investigações.
Os casos vieram à tona após o oficial de Justiça, Ruy Borba, denunciar os abusos para o MP-PR e expôr nas redes sociais. “Demorei longos e sofridos 17 anos para entender que não tive culpa dos atos que fui vítima, um processo que ainda não cicatrizou, nem sei se irá se curar. O principal motivo de eu tornar público esse fato é encorajar outras vítimas dele, e também de outros padres, a fazerem suas dores e vozes serem ouvidas pela justiça”, afirmou a vítima.
Em entrevista à Banda B, na manhã desta sexta-feira, o oficial de Justiça contou ainda detalhes de como os abusos aconteciam. “Por diversas vezes ele me assediou. Começou com abraços mais carinhosos até passar a mão nas minhas genitais e me beijar. Chegou a me levar ao quarto dele na casa paroquial. Eu tinha 12 anos e apenas mais velho percebi a gravidade de tudo isso”, contou.
De acordo com a vítima, não é fácil conviver com estas lembranças. “É um trauma que continua comigo, mas acredito que trazendo ao público eu encorajo outras pessoas a denunciarem. Estou recebendo muito apoio, por todos os meios, me dando forças para conseguir enfrentar isso. Agora espero que a Justiça seja feita e ele condenado”, concluiu.


Após a denúncia do oficial de Justiça, outras vítimas apareceram no MP. O padre deverá ser ouvido nos próximos dias.
Banda B
Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.