Brasil

Mãe do piloto de helicóptero de Boechat morre três dias após o filho

SÃO PAULO – Três dias depois da morte de Ronaldo Quattrucci – que pilotava o helicóptero que caiu nas proximidades do Rodoanel, matando o jornalista Ricardo Boechat – sua mãe, Philomena Augusto Silva, também faleceu. O corpo dela foi enterrado na quinta-feira (14) no Cemitério São Paulo, em Pinheiros, na Zona Sul da capital paulista.
A filha do piloto, Amanda Martinez, disse que a avó tinha uma doença terminal. “Agora vocês estão juntos olhando por nós aí de cima! Vocês eram inseparáveis e tinham um amor incondicional um pelo outro”, escreveu Amanda no Instagram.
Philomena não chegou a saber do acidente que matou o filho. A missa de sétimo dia de Ronaldo e de Philomena será realizada em conjunto, na segunda-feira (18) às 19h30, na Igreja Cristo Rei, no Tatuapé.
Amanda também faz referência a Rogério, irmão de Ronaldo, que morreu em 1998, aos 37 anos, também em um acidente aéreo. O helicóptero que ele pilotava colidiu em um morro em Santana de Parnaíba.
24 Horas
Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.