Cidades

Jovem pode ter sido vítima de estupro coletivo e feminicídio em Turvo

A morte da jovem Suellen Weber, de 18 anos, está causando um misto de revolta, comoção e exigência por justiça na comunidade da cidade de Turvo no Paraná.

Na noite dessa terça feira (05 de fevereiro), várias versões sobre a causa da morte dominaram os debates nas redes sociais.

A repercussão foi tamanha, que foram criados dois movimentos entre os moradores da cidade: #mulheresdeturvoemluto e #homensdeturvoemlutopelasmulheres.

INVESTIGAÇÃO

Apesar de as autoridades judiciais ainda não terem se manifestado oficialmente sobre o caso, familiares de Suellen que compartilharam informações nos grupos de WhatsApp, afirmam que a jovem sofreu estupro coletivo e foi agredida violentamente. Imagens de câmera de segurança em frente à casa da jovem seriam provas de que ela foi largada de uma camionete muito machucada na calçada.

O corpo passou por exames no Instituto Médico Legal (IML) de Guarapuava, mas o laudo não foi divulgado oficialmente.

Com medo, ao chegar em casa entre a noite de sexta (1º) e a madrugada de sábado (02), Suellen não contou o que aconteceu com ela à sua família, apenas disse que caiu e que se machucou. Porém, na manhã de sábado, quando sua avó foi acordá-la ela já estava morta.

A jovem estava com hematomas pelo corpo e tinha dentes quebrados. Além de outros sinais de violência.

O caso continua sendo investigado e deve receber novos elementos e informações oficiais nesta quarta feira (06). 

GR Mais
Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.