Cantu

Rio Bonito - Superintendente do Incra se reúne com prefeitura e lideranças sobre regularização dos acampamentos


O superintendente do Incra no Paraná, Walter Pozzobom e o assessor da superintendência, José Jorge da Luz, estiveram na última sexta-feira, 7, em Rio Bonito do Iguaçu visitando a Sala da Cidadania – a primeira implantada no Paraná em dezembro de 2017.

 Na oportunidade, tiveram uma reunião de prestação de contas das atividades do Incra durante o ano com assessores da Prefeitura Municipal, servidores da autarquia, representantes do MST e agricultores em geral.

Esteve representando o prefeito Ademir Fagundes (Gaúcho), o assessor de gabinete Claudinei Oliboni e representando o MST, E.P e o professor Toni – coordenador do acampamento Herdeiros da Terra e da Escola Itinerante Herdeiros do Saber.

Em entrevista para a Rádio Rio Bonito FM, Walter Pozzobom esclarece que a reunião foi para tratar do andamento da regularização dos acampamentos e também na titularização de famílias que estão nos assentamentos.

“Viemos aqui fazer uma espécie de relatório de final de ano como uma prestação de contas das fases que até então que envolve a regularização dos assentamentos e ocupações. Este encontro serve para acalmar aos acampados que estão apreensivos com os boatos de desapropriação”, diz Pozzobom.

“Todo o trabalho que o Incra está fazendo sempre tendo o apoio e todo o respaldo da Prefeitura. Quero destacar duas etapas de atuação do nosso órgão. A primeira diz respeito aos assentamentos. Já foram feitos entregas de CCUs, declarações e tudo mais e o pessoal está regularizado no assentamento”.  

“Sobre ocupações nós já fizemos todas as ações que culminaram com a obtenção do área do imóvel onde está o Herdeiros da Terra.  Neste final de ano viemos esclarecer que está faltando a vistoria e a avaliação desse imóvel. Isso estávamos totalmente prontos com a equipe formalizada, recursos para fazer essa vistoria e avaliação  mas devido a uma decisão dos ocupantes se espalharem pelo imóvel e por ser transição de governo, a empresa achou melhor fazer a oferta de compra por parte do Incra para 2019”, esclarece Pozzobom.

O superintendente do Incra ainda informa que se reuniu recentemente com Julio César Gonchorosky, superintendente do Ibama no Paraná, qual agilizou a autorização para retirada das araucárias do imóvel onde estão os acampamentos.

Pozzobom também fez um agradecimento ao cartório de imóveis de Laranjeiras do Sul que prontamente atendeu um pedido do Incra no sentido de regularizar as matrículas do imóvel ocupado.

 Esta área agora está perfeitamente regularizada somente aguardando uma oferta da Araupel para compra. Ela ainda não foi feita porque os acampados se espalharam dentro do imóvel e a empresa tratou de repensar, segundo Dr. Norton, um dos diretores da empresa. A expectativa e que a oferta retorno logo a ser feita”, finaliza Pozzobom.

Expectativa dos acampados

Um dos coordenadores do acampamento, professor Toni, diz que a expectativa é avançar no sentido da criação do assentamento Herdeiros da Terra. “Aconteceu recentemente a organização das famílias nos talhões e nas unidades de produção. Agora aguarda-se a implicação da negociação junto à empresa e daí passamos a fase de regularização de bloco de produtor, luz, água, acesso a programas sociais, de habitação e de produção. Estamos em constante diálogo com o Incra neste sentido”, diz Toni.

Sobre os riscos de uma futura reintegração de posse, Toni diz que não passa de boatos. “Não há dialogo nesse sentido entre os poderes públicos e o movimento. A perspectiva é a construção do assentamento. O que está emperrado são algumas coisas no sentido governamental junto à empresa. As expectativas são boas”, reitera.

Um dos objetivos com a criação do assentamento é reforçar a sociedade rio bonitense no sentido de ampliar o desenvolvimento do município. “São mais de 1103 famílias que se encontram no imóvel e elas precisam de apoio e um reforço para o desenvolvimento, como foram os assentamentos anteriores. Rio Bonito do Iguaçu tem um divisor de águas do que era antes e depois da criação dos assentamentos mais antigos”.

Apoio da Prefeitura

Em entrevista representando o prefeito Ademir Fagundes (Gaúcho) que se encontrava em Curitiba cumprindo agenda, o assessor Claudinei Oliboni disse que a parceria entre o Governo Municipal e o Incra está firmada há quase dois anos.

“O trabalho está sendo desenvolvido para que as famílias sejam atendidas dentro das suas providências. O prefeito sempre compromisso com os acampados, fazendo que as negociações por parte da prefeitura avançassem”, afirma Oliboni.

“Aconteceu esses imprevistos das famílias se deslocarem dos acampamentos indo ocupar os lotes e a retirada da oferta por parte da empresa aconteceu. A partir do ano que vem, acredito que a equipe do Incra continue a mesma. A prefeitura vai estar sempre a disposição de todos acampados e dos assentados que estavam irregulares, para que em 2019 sejam regularizadas mais famílias”.

“Precisamos a compreensão de todas as famílias e estamos juntos com o Incra e o movimento fazendo nosso trabalho com seriedade e sempre se colocando à disposição no sentido estrutural e das regularizações, além dos contatos junto às autoridades”, finaliza Oliboni.





Assessoria Comunicação RBI
Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.