Brasil

Felino mais antigo do Zoológico de SP, tigre Ceará morre aos 21 anos

 
Animal mais antigo do grupo de felinos do Zoológico de São Paulo, o tigre-siberiano Ceará morreu, nesta terça-feira, aos 21 anos.
Nascido no antigo Simba Safári em 13 de abril de 1997, o Ceará também viveu no zoo de Fortaleza, no período de 2001 a 2007. Desde então, o felino estava na capital paulista, onde teve uma companheira, mas não procriou.

Tigres são animais de hábitos solitários e normalmente não ultrapassam os 12 anos quando livres na natureza. 

Em publicação, a Fundação Parque Zoológico de São Paulo disse que o Ceará já estava com a saúde debilitada em virtude da idade bastante avançada. Nestes últimos meses, o animal vinha recebendo cuidados intensivos de médicos veterinários, biólogos, enfermeiros e tratadores para que o conforto e a qualidade de vida estivessem sempre presentes.

Na terça-feira (28), o zoo de SP se despediu do animal. "Agradecemos pelos anos de convívio que propiciaram reflexão e aprendizado em nosso público e também em toda a equipe da Fundação", informou. "Sua história será lembrada com muito carinho por àqueles que tiveram o privilégio de conhecê-lo."

Fonte:R7
Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.