Saúde

Cantagalo, Goioxim, Porto Barreiro e Virmond estão zerados no índice de mortalidade infantil

Guarapuava e municípios da região, sob a tutela da 5ª Regional de Saúde, chegam a novembro com saldo positivo na saúde pública. O destaque fica por conta da redução no índice da mortalidade materno-infantil, com a média de 9,3 óbitos por mil nascidos vivos. Esse índice está abaixo do índice estadual, que fechou novembro com 10,5.

De acordo com o diretor da 5ª Regional de Saúde, Márcio Brunsfeld, seis municípios da região tem índice zero. São eles: Boa Ventura do São Roque, Campina do Simão, Cantagalo, Goioxim, Porto Barreiro e Virmond.

De acordo com Márcio, os investimentos recebidos por cada município – e cuja soma chega a R$ 500 milhões, incluindo os 20 municípios e hospitais -, contribuem para essa redução. Mas, a principal ferramenta de combate é a Rede Mãe Paranaense, um conjunto de ações que envolve a captação precoce da gestante, o seu acompanhamento no pré-natal, com no mínimo 7 consultas; a realização de 17 exames; a classificação de risco das gestantes e das crianças; a garantia de ambulatório especializado para as gestantes e crianças de risco; e a garantia do parto por meio de um sistema de vinculação ao hospital conforme o risco gestacional.

Segundo Márcio, as capacitações semanais com médicos, enfermeiros, agentes de saúde e o acompanhamento em cada município também contribuem para a redução de óbitos.

"Quando verificamos um óbito, de imediato a nossa equipe aciona a equipe do município e investigamos o caso, tomando cuidado e monitorando as novas gestantes para que isso não venha ocorrer novamente."
O investimento no transporte sanitários em todos os municípios envolvidos com a 5ª Regional de Saúde também foi citado por Márcio Brunsfeld. Segundo ele, foi R$ 1 milhão por município para a compra de vans, ônibus, ambulâncias e outros veículos.
Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.