Brasil

Suspeito de matar advogada Tatiane tentou cometer suicídio na PIG

Suspeito de matar advogada Tatiane Spitzner tentou cometer suicídio em sua cela na Penitenciária Industrial de Guarapuava, argumenta a defesa
Os advogados que defendem o biólogo Luiz Felipe Manvailer, acusado de matar a advogada Tatiane Spitzner, voltaram a pedir nesta semana a transferência dele para o Complexo Médico Penal, em Pinhais, região metropolitana de Curitiba. O novo pedido assinado pelos advogados Cláudio Dalledone Junior, Caio Fortes de Matheus e Adriano Bretas foi motivado por uma tentativa de suicídio de Manvailer em sua cela na Penitenciária Industrial de Guarapuava (PIG).
O portal aRede conseguiu acesso ao pedido da defesa, protocolado nesta terça-feira (7) na Vara da Corregedoria dos Presídios e na 2ª Vara Criminal de Guarapuava, em que a defesa pede a transferência para que o biólogo possa receber acompanhamento psicológico e psiquiátrico, o que a estrutura da PIG não oferece.
Segundo o documento, Manvailer usou uma lâmina de barbear para tentar tirar a própria vida e, depois de quatro desmaios, acabou socorrido pelos agentes penitenciários e levado para atendimento médico num hospital da cidade. O fato foi registrado na madrugada de domingo (5) para segunda-feira (6), conforme os advogados.
Além disso, a defesa argumenta que o oferecimento da denúncia pelo Ministério Público do Paraná demonstra que a presença de Manvailer em Guarapuava já não é mais necessária para a conclusão das investigações, argumento utilizado para manter o acusado preso na cidade onde o crime foi cometido. 
Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.