Cantu

Nota oficial sobre a ocupação do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST) na Prefeitura de Rio Bonito do Iguaçu nesta segunda-feira, 27

Governo Municipal de Rio Bonito do Iguaçu informa sobre a ocupação do do prédio da Prefeitura Municipal na manhã desta segunda-feira, 27, por volta das 8h40, onde três ônibus escolares chegaram trazendo integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) do acampamento Herdeiros da Terra de Primeiro de Maio, munidos de colchões, malas, panelas. Dentre eles homens, mulheres e crianças.

Trata-se de uma manifestação até o momento pacífica de ocupação dos corredores e das salas da Prefeitura Municipal, sem interferência no expediente interno, sendo que por volta das 9h foi realizada a leitura das reivindicações trazidas pelo movimento, pautando os seguintes requerimentos:

- Adequação e cascalhamento imediato dos 150 km de estrada que são linhas escolares no Acampamento Herdeiros da Terra de Primeiro de Maio;
- Ampliação do Transporte Escolar no Acampamento Herdeiros da Terra de Primeiro de Maio no Segundo Semestre de 2018. Mais três linhas são necessárias além das duas já existentes;
- Auxílio na conclusão da construção da Nova Sede da Escola Itinerante Herdeiros do Saber;
-Perfuração de poço artesiano ou colocação de sistema de água à base de roda ou bomba d’agua para a Escola Herdeiros do Saber, em sua nova sede;
-Retomada de atendimento médico semanal nas comunidades (comunidade central e Guajuvira) do Acampamento Herdeiros da Terra de Primeiro Maio; visando o atendimento da comunidade geral e em especial às crianças, gestantes de idosos;
- Disponibilização do micro-ônibus para transporte de pacientes do acampamento até a Sede do Município ou até outros municípios, quando necessário.

Após a manifestação das reivindicações perante a presença do prefeito Ademir Fagundes (Gaúcho), o qual informou que na quinta-feira desta semana, 30 de agosto, haverá uma reunião com o Governo do Estado para resolver a questão das linhas escolares. Portanto, segundo os manifestantes, a ocupação se manterá até a referida data.

Trata-se de uma segunda ocupação, sendo que a primeira foi em 23/04/2018. Contudo, naquele período, a ocupação durou três dias, onde os manifestantes ficaram em frente à Prefeitura e não ocuparam a parte interior.

Deve-se compreender que, trata-se de um problema muito complexo que envolve área de divisa, pois parte dos acampamentos localizam-se entre os municípios de Rio Bonito do Iguaçu e Nova Laranjeiras. 

Além disso, a situação jurídica do imóvel onde estão acampados ainda está pendente de decisão definitiva. Portanto, a área em questão juridicamente ainda pertence à propriedade privada, sendo elemento dificultador de ações municipais por conta dessa condição.

Temos ainda o aspecto em que o Estado e a União deve promover o atendimento dessas famílias acampadas, não sendo um problema exclusivamente do município, o qual não possui arrecadação suficiente para atender satisfatoriamente todas as necessidades da saúde, educação e transporte.

Dessa forma, sem a intervenção do Estado e da União, a solução desses problemas torna-se praticamente impossível. O município de Rio Bonito do Iguaçu sempre tentou e continuará tentando atender da melhor forma possível as famílias acampadas, respeitando a Legislação e dentro de suas condições financeiras.

O prefeito Ademir Fagundes desde o início de sua gestão sempre dedicou uma atenção muito grande e especial aos acampados e assentados, buscando sempre soluções através de planejamentos e discussões democráticas, junto às lideranças do movimento e as instâncias governamentais.

O ato de ocupação jamais será visto pelo prefeito como um ato de hostilidade. Sempre será entendido como uma possibilidade de discussão em melhora dos anseios da população.

O prefeito está aguardando a organização do movimento para a possibilidade de uma reunião com as lideranças até o meio dia de hoje.

Assessoria de Comunicação RBI
Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.