Cantu

Rio Bonito do Iguaçu - Reunião entre prefeito, Fundepar e MST tenta buscar solução para transporte escolar e encerrar a ocupação da Prefeitura


No final da tarde de quarta-feira, 29, aconteceu na Prefeitura de Rio Bonito do Iguaçu uma reunião entre o prefeito Ademir Fagundes (Gaúcho), comitiva da Fundepar e do Núcleo Regional de Educação do Governo do Estado junto aos acampados do MST que estão ocupando a prefeitura desde a última segunda-feira.

A equipe técnica da Fundepar veio de Curitiba especialmente para cuidar do assunto do transporte escolar. Estiveram presentes José Roberto Ruiz, diretor técnico administrativo da Fundepar; Joelma Ribas, analista do transporte escolar da Fundepar; a gerente do transporte escolar Lucilene Bezerra da Silva; a coordenadora do transporte escolar do Núcleo Regional de Ensino (NRE), Sheila Cristina Donin e Lídio dos Santos, chefe do NRE de Laranjeiras do Sul.  Também participou o assessor especial de Assuntos Fundiários, Hamilton Serighelli.


A reunião serviu para abrir diálogo e atender parte das reivindicações colocadas em debate pelos manifestantes. Os representantes da Fundepar se comprometeram em destinar ao município a partir do mês de setembro, três parcelas mensais de R$ 10 mil do Fundo Rotativo e sem ferir a legislação eleitoral, para possibilitar a implantação de três novas linhas de ônibus dos acampamentos. São custos entre óleo diesel, manutenção dos veículos, motoristas e outros.


Ficou acordado com o pessoal da organização da ocupação que nesta quinta-feira, 30, a equipe técnica da Fundepar junto com a equipe da Prefeitura e mais o pessoal dos acampamentos, vão fazer toda a vistoria nos locais para implantação dos roteiros de transporte escolar.

Após essa vistoria, será feita no final da tarde uma reunião com todos os envolvidos na Prefeitura para tentar encerrar a ocupação.

O prefeito Ademir Fagundes se comprometeu em que a partir da próxima semana vai iniciar a implantação de mais duas linhas de transporte escolar. Além disso, pretende enviar máquinas para estarem adequando às principais estradas que fazem a linha de ônibus nas áreas de acampamento. Com isso é provável que partir de sexta-feira, 31, os manifestantes poderão começar a deixar o prédio da Prefeitura.




Assessoria Comunicação RBI
Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.