Cantu

Jornal publica fotos ‘fake’ para acusar Prefeitura de descaso com estradas em Rio Bonito do Iguaçu

O Jornal Correio do Povo do Paraná sediado em Laranjeiras do Sul, intencionalmente ou não, cometeu uma ‘fake news’ em uma foto de capa.

A edição Nº. 2967 de 28 de agosto estampou uma foto de homens empurrando um ônibus atolado dando a entender que a imagem foi registrada na região dos acampamentos do MST em Rio Bonito do Iguaçu. Na chamada, ainda acusa o prefeito Ademir Fagundes de não ter cumprido compromisso de readequar as estradas rurais.

A matéria foi justamente divulgada no dia seguinte em que os acampados ligados ao movimento social ocuparam pela segunda vez no ano a sede da Prefeitura. Eles exigem melhorias no transporte escolar e nas estradas. O imbróglio começará a ser debatido em reunião com comitiva do Governo do Estado (Secretaria de Educação) nesta quarta-feira, 29, na Prefeitura.

Acontece que a foto foi retirada do Google e localizada em um site que possui imagens de veículos atolados em estradas espalhadas pelo país. 

Pessoas que conhecem bem a zona rural de Rio Bonito estranharam a foto devido à vegetação ao fundo da imagem e avisaram a assessoria da Prefeitura. Nota-se nitidamente que a placa do ônibus foi borrada e o veículo não apresenta nenhuma logomarca do município. Até mesmo que fosse de transporte escolar particular, não aparece a faixa amarela obrigatória de identificação.

A assessoria do prefeito informou que ele já tomou as medidas judiciais cabíveis e solicitou ao jornal o “Direito de Resposta” na capa e nas páginas do periódico, conforme estabelece a “Lei do Direito de Resposta – Lei Requião” nº º 13.188/2015, com mesmo espaço de capa e páginas internas onde foi veiculada a matéria.

Em trecho do pedido de Direito de Resposta, descreve que:

“No que diz respeito às fotos veiculadas pelo Jornal Correio na edição de 28/08/18, não condizem com a realidade das estradas que menciona a matéria, vez que, as imagens foram retiradas da internet, através do Google Imagens, sendo, portanto, falsas, pois não são do Município de Rio Bonito do Iguaçu, se tratando, portanto de Fake News.

É oportuno destacar que foram utilizadas imagens de um veículo do estado do Amazonas, na qual, no jornal impresso, tiveram o cuidado de adulterar a imagem apagando a placa do veículo, todavia, na matéria veiculada através da página eletrônica do próprio jornal na internet, a placa aparece, comprovando que se trata de estrada no Estado do Amazonas.

Em outra foto (pág.3) da matéria fez constar uma foto do Município de Boa Ventura de São Roque, o qual não tem relação alguma com as estradas do Município de Rio Bonito do Iguaçu.

“Tais imagens tentaram induzir os leitores do jornal de que as fotos eram das estradas rurais do Município de Rio Bonito do Iguaçu, o que não corresponde à realidade.”.

A imagem ‘fake’ utilizada na capa do jornal pode ser localizada no seguinte link:

A imagem do atoleiro estampada na matéria em parte interna do jornal pode ser localizada nos seguintes links e foi publicada num blog da região em 27/06/2016, onde destaca o problema das estradas em Boa Ventura de São Roque, nada tendo a ver com Rio Bonito do Iguaçu, podendo conferir nos seguintes links:


Das reivindicações dos acampados descritas na matéria:

No final da tarde de quarta-feira, 29, aconteceu na Prefeitura de Rio Bonito do Iguaçu uma reunião entre o prefeito Ademir Fagundes (Gaúcho), comitiva da Fundepar e do Núcleo Regional de Educação do Governo do Estado junto aos acampados do MST que estão ocupando a prefeitura desde a última segunda-feira.

A equipe técnica da Fundepar e da Assessoria Especial de Assuntos Fundiários do Governo do Estado, veio de Curitiba especialmente para cuidar do assunto do transporte escolar.

A reunião serviu para abrir diálogo e atender parte das reivindicações colocadas em debate pelos manifestantes. Os representantes da Fundepar se comprometeram em destinar ao município a partir do mês de setembro, três parcelas mensais de R$ 10 mil do Fundo Rotativo e sem ferir a legislação eleitoral, para possibilitar a implantação de três novas linhas de ônibus dos acampamentos. São custos entre óleo diesel, manutenção dos veículos, motoristas e outros.

Ficou acordado com o pessoal da organização da ocupação que nesta quinta-feira, 30, a equipe técnica da Fundepar junto com a equipe da Prefeitura e mais o pessoal dos acampamentos, vão fazer toda a vistoria nos locais para implantação dos roteiros de transporte escolar.

Após essa vistoria, será feita no final da tarde uma reunião com todos os envolvidos na Prefeitura para tentar encerrar a ocupação.

O prefeito Ademir Fagundes se comprometeu em que a partir da próxima semana vai iniciar a implantação de mais duas linhas de transporte escolar. Além disso, pretende enviar máquinas para estarem adequando às principais estradas que fazem a linha de ônibus nas áreas de acampamento. Com isso é provável que partir de sexta-feira, 31, os manifestantes poderão começar a deixar o prédio da Prefeitura.

Por:Assessoria de Imprensa de Rio Bonito do Iguaçu


Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.