Brasil

Em greve de fome há 22 dias, militante do MST passa mal em frente ao STF

Zonália Santos, que integra o grupo de sete manifestantes em greve de fome há 22 dias, passou mal nesta terça-feira (21), durante ato em frente ao Supremo Tribunal Federal e precisou ser levada ao hospital para atendimento médico hospitalar. Zonália Santos recebeu os primeiros socorros ainda em frente ao Supremo pelos médicos e médicas da equipe de saúde da greve de fome. Ela foi levada pelo SAMU ao hospital, cujo nome, por razões de segurança, não foi informado pela equipe.

Cerca de 300 militantes de diferentes movimentos populares realizaram, nesta terça, uma nova mobilização em Brasília para pressionar a presidente do STF, Cármen Lúcia, a colocar em votação as ações que questionam a legalidade da prisão após julgamento de segunda instância, etapa em que o acusado ainda pode apresentar recursos e até ter sua inocência decretada pela Justiça. Desta vez, o protesto ocorreu em frente ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), onde a ministra despachou durante parte do dia. No final da tarde, um outro ato foi realizado em frente ao STF.
Única representante da região Norte entre os seis militantes que entraram em greve de fome nesta terça-feira (21), Zonalia Neres dos Santos Ferreira nasceu no Mato Grosso do Sul, mas vive em Rondônia há mais de 30 anos. Ela é militante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) desde os anos 90.
(*) Com informações do Brasil de Fato
Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.