Paraná

No Paraná, 73% das pequenas empresas utilizam ferramentas digitais para potencializar negócios

A pesquisa “Transformação Digital nas MPES”, realizada pelo Sebrae entre abril e junho deste ano, e que identificou a utilização de ferramentas digitais das micro e pequenas empresas, mostra que no Paraná 73% utilizam o WhatsApp para se comunicar com os clientes e 45% possui perfil no Facebook. Tanto o aplicativo quanto a rede social são as ferramentas mais usadas pelos pequenos negócios na divulgação de produtos e serviços. Também são aproveitadas para estreitar relacionamento com os clientes e ampliar vendas.

Quando se avalia o âmbito nacional, a quantidade de empresas com perfil no Facebook é de 40%, enquanto o WhatsApp é usado por 72% do setor para se comunicar com clientes, principalmente para disponibilizar informação de produtos ou serviços (59%), atender o cliente “on line” (59%) e fazer vendas (43%). O Facebook é usado para os mesmos fins, porém, em menor intensidade (respectivamente 37%, 24% e 17%).

A pesquisa, que avaliou como o setor está envolvido no processo de mudança da era digital, aponta ainda que o percentual de empresas com página na internet no Paraná é de 29%, acima da proporção nacional que é de 27%, sendo que o maior avanço ocorreu no uso de ferramentas digitais, em especial no caso de mídias sociais.

No Paraná, 84% dos empresários disseram acessar a internet e a proporção de empresas que utilizam algum software para ajudar a gerir todas ou quase todas as atividades do negócio de forma integrada, é de 35% no Estado.

A empresária de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, Vivian Rickly Tavarnaro, faz uso constante das redes sociais para comercializar pães de fermentação natural, geleias, queijos artesanais, embutidos e antepastos. “Como não temos loja física, utilizamos desde o início das atividades as redes sociais como o Facebook e Instagram, como também o aplicativo WhatsApp”, conta.

Segundo ela, as redes sociais permitem apostar no apelo visual dos produtos. “Além do círculo de amigos e pessoas conhecidas, conseguimos ampliar o mercado por meio das redes sociais e já conquistamos clientes em cidades próximas de Ponta Grossa, como Prudentópolis, Carambeí e Curitiba. Inicialmente sabíamos quem eram nossos seguidores nas redes sociais, hoje isso não é mais possível”, relata.

A empresária evidencia ainda a importância das redes sociais para potencializar os negócios, aumentar as vendas e conquistar clientes. “Quando decidimos montar o Clube do Pão, em marco deste ano, tínhamos 10 assinantes. Atualmente, são 95 pessoas fazendo parte do Clube. Trabalho resultante da divulgação feita nas redes sociais”, comemora.

O diretor-superintendente do Sebrae/PR, Vitor Roberto Tioqueta, lembra que a presença digital é uma maneira dos pequenos negócios ampliarem sua competitividade. “É uma questão até de sobrevivência para os empreendedores. Entender esse novo perfil de clientes, utilizar ferramentas digitais e redes sociais para estar conectado com o seu público é fundamental para manter e ampliar mercado”, analisa.

Tioqueta lembra que o Sistema Sebrae, atento a este universo, desenvolve projeto de Transformação Digital, que tem como base gerar valor para os pequenos negócios, fornecedores e parceiros, se tornando um grande hub de soluções aos empresários e potenciais empreendedores.

“As micro e pequenas empresas estão adaptando para atender essa mudança de comportamento. No Sebrae/PR, criamos uma unidade de atendimento digital para estarmos mais conectados com os clientes. De forma mais ágil, acessível e conveniente, podemos auxiliar melhor o desenvolvimento e o ambiente de negócios das MPEs”, completa Tioqueta.

A pesquisa contabilizou 6.022 entrevistas, entre abril e junho, em todo o País, por regiões, porte e setor da empresa, por sexo, faixa etária e escolaridade.

Principais números da pesquisa - Brasil
• Na comparação com 2015, o uso de computadores nas empresas passou de 56% para 57% no caso dos MEI, de 83% para 89% das ME e de 94% para 97% das EPP.
• 73% dos MEI, 91% das ME e 99% dos empresários das EPP acessam a internet no negócio, predominantemente por meio do celular e do computador na empresa.
• A proporção de empresas com página na internet mais do que dobrou, passando de 11% para 27% das MPE.
• A proporção de empresas com perfil no Facebook passou de 37% para 40%.
• 72% das empresas utilizam WhatsApp para se comunicar com clientes. O aplicativo é usado para disponibilizar informação de produtos/serviços (59%), atendimento (59%) e vendas (43%).
• 51% dos entrevistados acredita que as vendas pela internet e pelas redes sociais tem maior potencial de expansão, nos próximos cinco anos, do que as vendas tradicionais.


Vem crescer com o Sebrae
O Sebrae/PR é o parceiro certo para micro e pequenas que desejam crescer e estar sempre um passo à frente. Com mais de 45 anos de atuação, a entidade trabalha para fomentar o empreendedorismo, promover a competitividade, a inovação e disseminar conhecimento sobre gestão. Com o Sebrae/PR, as MPEs podem se diferenciar no mercado. Deseja ampliar os negócios ou pretende iniciar um, comece emwww.sebraepr.com.br/umpassoafrente

Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.