Paraná

FAB começa a investigar causas do acidente que matou deputado Bernardo Carli

Nesta segunda feira (23) a Força Aérea Brasileira (FAB) inicia as investigações que vão apurar o que provocou a queda do avião que levava o deputado estadual Bernardo Ribas Carli à uma festa em União da Vitória. A aeronave caiu na área rural de Paulo Freitas, por volta das 11 horas desse domingo (22). Bernardo, o  piloto Laércio Tavares da Silva, de 44 anos, e o copiloto Luis Fernando Correa de Souza,  morreram.
A intenção da FAB é a prevenção de novos acidentes. Para isso, investigadores do Quinto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa V), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), começam a coletar dados ainda nesta segunda, fotografando a cena do acidente, retirando os destroços do avião que servirão para análises periciais, e ouvindo testemunhas.
Pessoas que testemunharam a sequência de fatos, dizem que o motor da aeronave estava falhando. Adilson Batista é um deles. O agricultor disse ao jornal gazeta do Povo que estava na casa do seu pai, no interior de Paulo Freitas.
“Ele passou duas vezes em cima da casa do pai com o motor pifando e caiu aqui”, contou à GP. Foi ele quem avisou a polícia. O bimotor de pequeno porte caiu no meio de uma plantação de eucaliptos na propriedade de Jair Cubas, para quem o agricultor trabalha.
VELÓRIO
O corpo do deputado Bernardo Ribas Carli (PSDB) chegou em Guarapuava por volta das 7h da manhã desta segunda feira (23) e foi levado diretamente à Prefeitura onde está acontecendo o velório. Inicialmente, o acesso ficou restrito aos familiares e a partir das 8h abriu ao público. O sepultamento será às 16h, no Cemitério Central de Guarapuava.
Informações são do site REDE SUL.
Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.