Brasil

Churrasco pode fazer mais mal que o cigarro

É quase sinônimo de domingo no Brasil, mas há quem goste de encarar esses dois suculentos pratos quase todos os dias da semana. Entretanto, o que muitas pessoas ainda desconhecem é que o consumo exagerado de churrasco e massas pode causar mais mal à saúde do que o cigarro. Engana-se quem pensa que a lingüiça, a carne assada, principalmente com gorduras, e o lombo defumado só trazem problemas do coração ou dos vasos sanguíneos, além de engordar. As carnes assadas em brasa ou defumadas, se ingeridas em quantidade excessiva durante a vida, podem causar até o câncer. Tudo isso porque elas podem conter uma substância chamada amina heterocíclica. Essa substância tem a capacidade, depois de absorvida pelo intestino, de entrar no interior das células sadias e prejudicá-las a ponto de gerar um câncer. Então, o melhor caminho para o bem estar é ter hábitos alimentares saudáveis e não exagerar no consumo de carnes assadas e carboidratos.
No caso das carnes feitas em churrasqueiras, essa substância é produzida pelo calor da brasa que forma aquela parte preta, bem assada e crocante. O problema dos alimentos que passam pelo processo de defumação é que eles ficam impregnados pelo alcatrão aquela mesma substância que é responsável pelo sabor do cigarro e está normalmente ligada a doenças como o câncer e o enfizema pulmonar. E as gorduras, que mais atraem a atenção dos viciados em churrasco, se consumidas excessivamente, podem provocar dificuldade na digestão e forçar o fígado e o estômago a estimularem a produção exagerada de ácido para digeri-las. Esse ácido pode corroer as paredes do estômago e do intestino e também provocar o aparecimento de tumores malignos.
A ingestão de carnes ou peixes conservados em sal ou alimentos muito salgados também podem provocar o aparecimento do câncer. Se for consumido isoladamente, o sal não causa tanto prejuízo para a saúde. Porém, com a fermentação das carnes em que ele está misturado pode produzir uma substância chamada nitrosamina, que é cancerígena. Ela provoca principalmente câncer no estômago.
Até mesmo grãos, nozes e cereais devem receber atenção especial, principalmente o amendoim. Se esses alimentos forem estocados em lugares úmidos por um período prolongado, há a possibilidade de serem contaminados por um fungo chamado aspergillus flavus. Esse fungo produz uma substância conhecida como aflatoxina, que favorece o surgimento do câncer de fígado.
Atualmente, pesquisas já mostram que uma dieta inadequada está entre os fatores que provocam o câncer em vários locais do corpo. Entre eles, o câncer de esôfago, de estômago, do reto, da próstata, da mama e do cólon (intestino grosso). De uma maneira geral, um terço de todos os cânceres são causados por hábitos alimentares inadequados.


Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.