Saúde

7 problemas que podem causar ansiedade e depressão – cuidado com eles

Nesta matéria, falaremos de um assunto que se tornou o calo da nossa sociedade: a depressão.
Pessoas depressivas geralmente não sabem o motivo que as levaram ao problema nem como lidar com tudo isso.
Muita gente desenvolve a doença depois de um grande trauma, como a perda de um parente, uma doença ou até mesmo uma separação.
No entanto, na maioria dos casos, tanto a depressão quanto a ansiedade não têm uma causa única e podem surgir com:
– Genética
– Traumas do passado
– Traumas do presente
– Uso de certos medicamentos
Descobrir a causa não é lá o essencial. O importante mesmo é a vítima entender que não tem culpa.
Afinal de contas, estamos falando de uma doença mental, que é como uma doença física: estamos todos vulneráveis.
A questão é que alguns estilos de vida podem contribuir ou até mesmo causar esses problemas.
Separamos sete ações prejudiciais.
Confira:
1. Excesso de remédios e outras drogas
O abuso de substâncias químicas é um hábito que pode destruir a mente e o emocional de qualquer um.
Drogas e álcool prejudicam a neuroquímica do cérebro, interrompendo a comunicação normal entre os neurotransmissores.
Os neurotransmissores são os “químicos de comunicação” do cérebro e do corpo que controlam todas as experiências físicas e psicológicas.
Portanto, os consumidores de substâncias tóxicas são mais propensos a desenvolver distúrbios.
2. Excesso de trabalho
A exaustão causa estresse, e isso é um dos fatores que causam depressão.
Quando o cérebro é exposto ao estresse crônico, seu delicado equilíbrio químico é interrompido.
E o resultado você provavelmente já sabe.
3. Dor e trauma
Ser uma testemunha ou vítima de violência de qualquer tipo pode desencadear uma reação biológica que evolui para ansiedade e depressão.
Sentimentos de luto após a morte de um ente querido ou amigo, embora sejam difíceis, podem servir como um bom curador.
No entanto, o luto prolongado também pode causar problemas na mente.
4. Problema de saúde
Pessoas diagnosticadas com condições de saúde intratáveis podem ter um risco maior de se tornarem deprimidas.
Doenças relacionadas à idade ou diagnósticos de doenças terminais, como Parkinson, Alzheimer, cardiovasculares ou câncer, muitas vezes induzem a sentimentos de pânico e desamparo.
Então é comum que se manifestem ansiedade e depressão.
5. Mudanças repentinas e estressantes
Durante o crash da Bolsa de Nova Iorque em 1929 – que levou à perda de bilhões de dólares -, milhares de pessoas cometeram suicídio.
Não sabemos quantas dessas pessoas tinham depressão e ansiedade, mas é possível imaginar que para tirar a própria vida elas estavam com algum problema nessa área.
Nem precisamos ir muito longe.
As crises econômicas que afetam o Brasil, com muito desemprego, também levam muitos a desenvolver males emocionais, como a depressão.
6. Baixa autoestima
Sobre a autoestima, podemos levar em consideração os seguintes aspectos:
– As mulheres são mais propensas que os homens
– As pessoas com autoestima baixa correm mais risco de ter vícios e fazer dietas pobres
– Existe uma correlação entre autoestima baixa e suicídio
Uma imagem continuamente negativa de si mesmo pode levar a padrões de pensamento obsessivo.
Com isso, a neuroquímica do cérebro pode ser alterada, produzindo sintomas ou condições depressivas e ansiosas.
7. Isolamento ou rejeição
Como os seres humanos são naturalmente criaturas sociais, acabam sofrendo muito com a solidão e rejeição.
O cérebro adota processos de pensamento opostos e forma redes neurais que perturbam sua química natural.
Caso você ou alguém que você conheça sofra com depressão e ansiedade, procure tratamentos naturais e um terapeuta de confiança.
Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.