Paraná

Voluntários transformam pneus velhos em camas para cães de abrigo no Paraná

Pneus velhos, compensado, tinta, mantas de tecido e doses aquecedoras de calor humano e dedicação. São estes os principais ingredientes que levaram um grupo de voluntários a sair de casa neste sábado chuvoso e frio para construir 180 caminhas para cachorros cuidados pela Saau (Sociedade de Amparo aos Animais de Umuarama). 
Formado por profissionais das mais variadas idades e profissões, o grupo começou a se mobilizar pelas redes sociais e rapidamente conseguiu juntar a matéria-prima necessária. Assim que o ‘mobiliário’ ficou pronto, na tarde deste sábado (2), já foi levado para o abrigo e o resultado foi impressionante. 
“É uma grande felicidade ver esses cãezinhos subindo nas caminhas. Não tem preço o que estou sentindo”, disse a micropigmentadora Angélica Carcel. Ela disse que a ideia da ação veio da conversa com a amiga Silvana Santos, que relatou a necessidade dos animais. “Eu já sabia como fazia (as caminhas) e então começamos a mobilizar as pessoas”, explicou.
O primeiro a ‘comprar’ a ideia foi o marido de Angélica, o delegado Fernando Ernandes Martins. Ele guardava os pneus velhos num barracão, para futuramente usá-los no treinamento policial. 
“Várias pessoas participaram. Muitos que não puderam estar conosco, pessoalmente, nesta tarde, fizeram doações de materiais. O resultado é esse”, disse Fernando, apontando para a alegria dos cãezinhos. 
“Só podemos agradecer. Eu tenho uma certeza cada vez maior de que pequenos gestos como estes, para pessoas e animais, podem mudar o mundo. Temos que fazer algo a mais”, reforçou o delegado. 
Crianças envolvidas
Rosana Secco e o marido, o empresário Pedro Revesso Neto, acordaram cedo, para se integrar ao grupo. O casal levou o filho, Luiz, de 6 anos, para a tarefa. “Eu gostei muito. Ficou muito legal”, disse o menino. A mãe, Rosana, afirmou que o resultado final valeu a pena e agradeceu o convite que partiu de Angélica e Fernando. 
A Saau abriga mais de 400 animais e passa por dificuldades materiais. O apoio da comunidade é sempre muito bem-vindo. Por falta de estrutura, a maioria dos cães tem que dormir no chão frio. 
Para atender a todos os pets, o grupo de amigos já planeja um novo encontro, para fazer pelo menos mais 150 caminhas. “Nosso muito ‘aubrigado’ e muitas ‘lambeijocas’ a todos que contribuíram”, postou, na fanpage da Saau, a diretoria da ONG, após receber a doação.
As informações são do O Bemdito.
Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.