Paraná

Recém-nascido de seis dias morre de meningite em Ponta Grossa, aponta o atestado de óbito


Um bebê recém-nascido, com seis dias, morreu de meningite em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná. A morte foi no dia 12 de abril, mas a causa foi confirmada na terça-feira (17), quando a família recebeu o atestado de óbito.

No atestado de óbito, meningite pneumocócica foi apontada entre as causas da morte. A Santa Casa de Ponta Grossa não se manifestou sobre o caso.

"Agora tô amenizando um pouco tudo, mas nos primeiros dias foi muito difícil. Essa maldita doença veio e levou minha filha em pouco tempo. Não pude fazer nada para ajudar ela", disse a mãe, a dona de casa Claudineia Silva de Freitas.

Allana Vitória Pereira da Silva nasceu em 5 de abril, na Santa Casa da cidade. Depois do parto, chegou a ficar três dias com a mãe no quarto.

"Nos três dias, ela mamou. Ela dormia perfeitamente a noite inteira. De manhãzinha, ela ficava acordada me olhando, olhando tudo. Daí ela mamava de volta, dormia bastante. Não era chorona", contou a mãe.

Mas, ainda no hospital, a menina começou a ter febre muito alta. Segundo a mãe, ela não parava de gemer ou chorar. Então, os médicos internaram a criança na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

"Questão de três dias: eles diagnosticaram num dia, e no outro ela faleceu", afirmou a mãe.

Aumento de casos entre abril e setembro.
Com a chegada do frio e a queda nas temperaturas, o risco de transmissão da meningite é maior. O número de casos da doença no estado começa a aumentar entre abril e setembro.

"É uma inflamação grave, que atinge as membranas do cérebro. Nós temos dois tipos de meningite: a viral e a bacteriana. E o que que causa? É muita dor de cabeça grave e pescoço rígido. Para nos prevenirmos, temos que deixar os ambientes arejados, em escolas, em clubes, em locais onde há muita aglomeração de pessoas. Nós temos vacinação para as crianças e para os adolescentes, que está na cobertura vacinal já no calendário anual", disse o chefe de Vigilância e Saúde da Regional de Saúde, Jefferson Pereira.



Fonte: G1 Campos Gerais e Sul.
Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.