Brasil

Mulher morre após fazer escova progressiva


Marcia Gomes Alves Fernandes, de 48 anos, morreu após passar mal depois de ter feito uma escova progressiva nos cabelos em Pindamonhangaba, em São Paulo. Na certidão de óbito, a causa da morte consta como insuficiência respiratória aguda.  Ela chegou a ser socorrida e levada ao hospital da cidade, mas morreu um dia depois

A família de Marcia não sabe em qual salão ela fez o procedimento estético ou se ela fez na própria casa com a ajuda de alguém. No entanto, os familiares esperam que o caso não fique impune e que sirva de exemplo.

De acordo com a dermatologista Sabrina Frossard, entrevistada pelo R7, o produto utilizado para fazer a famosa escova progressiva é a base de formol, o que é perigoso à saúde. “O formol é uma substância tóxica e cancerígena. Ele pode causar câncer a longo prazo. E os efeitos a curto prazo são mesmo irritação de pele, na área dos olhos e, inclusive, das vias aéreas por inalação”, disse a profissional.

A vítima já sofria de asma e bronquite e o formol pode ter agravado o problema. De acordo com Sabrina, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) libera a concentração de formol de no máximo 0,2%. 

Com informações da RicMais
Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.