Paraná

Discussão em jogo de poker termina em assassinato em Curitiba; mãe de vítima morreu ao receber a notícia


Um jogo de poker terminou em morte na Cidade Industrial de Curitiba, na madrugada desta sexta-feira (16). O porteiro Ariel Romão Ribeiro, de 38 anos, foi executado por um ‘amigo’, aós a jogatina em um bar. O autor foi até a casa da vítima e disparou várias vezes. Ribeiro foi socorrido a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Fazendinha, onde não resistiu aos ferimentos. No local, a mãe dele, Maria Ribeiro, de 76 anos, teve um AVC e morreu após receber a notícia sobre o filho.

A esposa de Ribeiro falou com exclusividade à Banda B sobre o que aconteceu. “Teve a discussão entre eles e o dono do bar até a nossa casa, onde chegou atirando. Nada justificativa essa atitude, porque meu marido era um pai de família, trabalhador, que não fazia mal a ninguém. Matou na minha frente e da minha filha”, lamentou.

A mulher contou que pediu para que o crime não fosse cometido. “Eu falei para ele, ‘se acalme, espera a bebedeira passar e depois vocês conversam’, mas não adiantou. Ele atirou contra o peito do meu marido e depois na cabeça”, contou. A companheira do porteiro confirmou ainda que a mãe morreu ao receber a notícia da morte do filho. “Ela não aguentou e agora o corpo dela está do lado do filho. Não estamos acreditando no que aconteceu. A dor é muito grande”, lamentou.

Autoria conhecida

O investigador Henrique, da Polícia Civil, disse que a autoria do crime é conhecida. “Os envolvidos se conhecem. Eles jogaram poker, a aposta estava em R$ 1 mil e aconteceu o desentendimento. O autor foi até a casa da vítima com um revólver e matou o porteiro”, descreveu o investigador, ainda sem saber explicar o motivo da discussão ter acontecido durante o jogo entre amigos.

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso. Buscas são feitas na região para tentar localizar o assassino.

Fonte:Banda B
Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.