Rio Bonito do Iguaçu

Provopar e Departamento de Meio Ambiente entregam materiais de segurança do trabalho para a Associação de Catadores


A Associação de Catadores de Material Reciclável de Rio Bonito do Iguaçu recebeu na manhã desta quinta-feira, 25, das mãos do técnico ambiental Marcelo Gonçalves, os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) oriundos do Programa Ecocidadão Paraná.

Os itens repassados aos trabalhadores do ramo de recicláveis são: bota, luva, jaleco, boné, óculos de proteção, protetor auricular e protetor de ruídos – este item para quem trabalha próximo a máquina de prensar lixo. Os oito trabalhadores tiveram direito a este material após passarem por um curso de qualificação em seis etapas , concluindo em especial o “Módulo de Segurança do Trabalho.

O presidente da associação, Lionésio Bortolin Camilo informou que a entidade está devidamente regulamentada junto aos órgãos que representam o Ecocidadão, e por isso da chegada de materiais visando à segurança dos trabalhadores.

De acordo com Marcos Carvalho, engenheiro ambiental e chefe do Departamento de Meio Ambiente, vinculado à Secretaria Municipal de Agricultura, essa parceria entre o Ecocidadão e a Associação vai beneficiar cerca de oito famílias. “É algo que vai melhorar diretamente a coleta de lixo reciclável, a vida de todos  e de seus dependentes”, disse Marcos.

Carvalho informa ainda que esta é uma primeira fase concluída do programa em Rio Bonito do Iguaçu. Na segunda fase será entregue um caminhão de lixo reciclável - que está em fase final de licitação. Além disso, chegará uma prensa nova, esteira, balança, elevador de fardos e há a intenção no futuro de readequar e ampliar o barracão.

O que é o EcoCidadão

O Programa EcoCidadão Paraná é um programa na parceria entre Provopar, Sanepar, Instituto de Águas do Paraná e com apoio das administrações municipais, busca orientar, organizar e apoiar associações e cooperativas de catadores de material reciclável do Estado com o objetivo de reduzir o volume de resíduos recicláveis lançados em áreas de mananciais, fundos de vale, córregos e rios, minimizando o impacto de degradação ambiental.

O catador é estimulado a participar e intensificar ações de educação ambiental, desde a sensibilização porta a porta, para separação correta dos resíduos sólidos recicláveis, até a destinação final ambientalmente adequada dos mesmos, implicando em menor quantidade de resíduos dispostos a céu aberto.

O apoio às organizações de catadores possibilita o aumento da vida útil de aterros sanitários dos municípios, já que, com o incentivo à coleta seletiva, à logística reversa e à triagem do material, reduz-se o depósito de recicláveis nos aterros e estimula-se a devolução de materiais à cadeia produtiva, diminuindo a geração de rejeitos. A atividade organizada dos catadores de material reciclável abre caminho, ainda, para a inclusão social deles e de suas famílias, gerando trabalho e renda, permitindo sustentabilidade econômica e o fomento ao desenvolvimento local.

Hoje, o Ecocidadão Paraná atua em 40 municípios paranaenses, abrangendo 47 associações de catadores de material reciclável.

Assessoria Comunicação RBI
Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.