Cidades

Jovem conhece rapaz pela internet e, depois de agressão, descobre 35 acusações contra ele

Uma jovem comerciária de 27 anos que mora em Quatro Barras, na região metropolitana de Curitiba, descobriu nesta quinta-feira (23) que o ex-companheiro, que morava com ela há quatro meses, carregava 35 acusações em boletins de ocorrência. A descoberta aconteceu após agressões e denúncias à polícia. Eles se conheceram por meio de um aplicativo de namoro. Juliano Alves de Campos Perchin foi preso em flagrante e está na delegacia do município.


A jovem, que tem duas filhas, contou que conheceu o ex por meio da internet. “Eu estava há seis anos sozinha, tinha me separado do pai das meninas, estava carente e baixei um aplicativo no celular para conhecer pessoas, nisso eu conheci esse sujeito. Comecei a conversar com ele e caí na conversa dele. Pra mim, ele seria meu futuro”, lamentou.
Ela contou que o casal conversou por meio do aplicativo por cerca de três semanas. O namorado virtual morava na cidade catarinense de Guaramim, próximo a Jaraguá do Sul. “Ele se dizia trabalhador, que era um homem que toda mãe queria como genro, que ia vir para me ajudar aqui, queria conhecer minha família e queria casamento. Quando a gente se conheceu pessoalmente, ele já veio de mala e cuia. Achei estranho, ele contou uma história doida e disse que ficaria só alguns dias”, contou.
Mudança
No entanto, a jovem relembrou que, no decorrer dos dias, a imagem de bom moço foi ficando para trás. “Depois fui perceber que ele se contradizia nas mentiras, sempre arranjava desculpas para não trabalhar, que estava com dor aqui, dor ali, começava a trabalhar e parava em dois dias e nunca colocava dinheiro dentro de casa. Eu pagando água, luz, aluguel, comida, tudo sozinha”, detalhou.
Segundo ela, os familiares tentaram alertá-la sobre o rapaz, mas em vão. “Apaixonada, estava de olhos fechados. Ele chegou a me cobrar uma mudança que a gente fez de uma casa para outra. Foi aí que eu mandei ele embora e ele começou a ir para Santa Catarina e voltar”, contou.
Já com o relacionamento abalado, a comerciária pesquisou na internet e descobriu que havia algo errado com o passado do namorado. “Não dava para ver direito, não aparecia tudo, mas vi ele respondia por alguns processos. Eu pedi para ele nunca mais voltar. Ele veio antes de ontem, me trancou no quarto e começou a me bater, eu vi ali que ele ia me matar. Me agredindo fisicamente e psicologicamente, também. Totalmente alterado. Pensei nas minhas filhas e comecei a gritar para o vizinho”, disse à Banda B.
Descoberta
Na delegacia, a jovem descobriu sobre as diversas passagens do ex-companheiro. “Só aqui soube que ele é muito perigoso. Já chegou a bater em mulher para roubar. Ele é um mentiro e psicopata. Coloquei minhas filhas em risco, pior coisa que fiz na minha vida. Ainda bem que estou vida, graças aos policiais. Nunca mais isso, conhecer pessoas pela internet nunca mais”, finalizou.
O delegado Luiz Carlos de Oliveira de Quatro Barras garantiu que Perchin é perigoso e poderia ter acontecido algo pior. “É um crime contemporâneo, um crime das redes sociais, onde as pessoas utilizam máquinas para conversar e dizer coisas que o outro lado quer ouvir. Isso poderia ter acabado de uma maneira bem pior porque, se os policiais não tivessem chego, essa mulher poderia ter morrido. Entramos em contato com a polícia de Santa Catarina e vimos que ele tem 35 broncas, é um psicopata, uma pessoa de alta periculosidade”, relatou, em entrevista à Banda B.
Depoimento
Acusado de furto, roubo, motim em penitenciárias, agressão, receptação e também Maria da Penha, o suspeito negou que tenha agredido a ex-companheira e disse que ela é bipolar. “Ela sabia disso tudo desde o começo quando a gente começou. Sempre gostei de trabalhar, tenho carteira assinada. A gente estava vivendo bem, o problema é que ela é bipolar, muito enciumada, até a mãe dela me falou isso”, disse na delegacia, durante a reportagem da Banda B.
Perchin foi autuado em flagrante por cárcere privado e agressão, pela Lei Maria da Penha, e está preso na Delegacia de Quatro Barros. Ele será transferido para Santa Catarina.
Banda B
Cantu em Foco

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.